Interior da Bahia

História

Morre Tirson, ex-ídolo do Bahia; nos anos 70, num amistoso em Riachão, ele brigou com a torcida

Morreu na manhã desta quinta-feira (22), no Hospital Santa Izabel, em Salvador, o ex-jogador Tirson Maltez Frost Rêgo, o ‘Tirson Chiquitinha’, aos 69 anos. A informação foi confirmada pela família.

Tirson nasceu em 9 de janeiro de 1949, em Salvador. Passou a maior parte da carreira jogando no futebol baiano. Além do Bahia, onde foi ídolo nos anos 70, o ponta direita defendeu Botafogo, Leônico, Fluminense de Feira e Ypiranga. Também jogou pelo América (RJ) e Colorado.

Após deixar o futebol profissional, aos 33 anos, o ex-atleta passou a administrar o Bar do Tirson, que se tornou um reduto tricolor no Centro de Salvador. A causa da morte não foi informada. Ele era casado e deixa dois filhos.

Em Riachão do Jacuípe

No final da década de 70, Tirson esteve em Riachão do Jacuípe em um amistoso do Bahia contra a seleção local. Com fama de capoeirista, o “Tirson Chiquitinha da Barra”, assim chamado pelo radialista França Teixeira, foi protagonista de uma cena que marcou o dia.

Como ponta-direita, Tirson jogava à beira do campo, que, sem alambrado, permitia o contato dos jogadores com o torcedor. Provocado, ele não se intimidou com a pressão e acabou rolando confusão. Dois torcedores mais afoitos, certamente vivendo os mesmos arroubos do atacante do Bahia, partiram para o confronto. Houve confusão, com alguns golpes de karatê e capoeira.

No final do jogo, os desafiadores jacuipenses voltaram a provocar, mas Tirson saiu protegido pelo zagueiro Roberto Rebouças, capitão e xerife do tricolor da capital, que o colocou debaixo dos braços. Ninguém encostou. Na foto do Bahia, que não foi feita em Riachão do Jacuipe, Rebouças é o terceiro, em pé, da esquerda para a direita. Tirson é o primeiro agachado. (Com informações e da redação do Interior da Bahia).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas