Cultura

I Semana da Consciência Negra do Instituto Anisio Teixeira começa com importantes personalidades

Começou nesta segunda-feira (26) a Primeira Semana IAT de Consciência Negra 2018, que acontece até sexta (30) no auditório principal do Instituto Anísio Teixeira. O evento conta com uma vasta programação, que envolve discussões sobre as questões étnico-raciais e os caminhos da educação na busca por uma sociedade mais justa.

A mesa da cerimônia de abertura foi composta pelo diretor geral do IAT, Matheus Barreto Gomes, o presidente do Ilê Aye, Antônio Carlos Vovô, o Desembargador Lidivaldo Brito, o Consul Honorário da Guiné Bissau, Adailton Maturino dos Santos, o Ministro Conselheiro da Guiné Bissau, Rui Barai, a Professora e Pró-reitora da Uneb Adriana Mármore, a Professora Regina Célia, da Associação Protetora dos Desvalidos, além do diretor geral da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo.

Durante a abertura, aconteceu ainda uma rápida apresentação da Banda Didá. Em seguida, foi formada a primeira mesa redonda sobre O legado do professor Edivaldo Machado Boaventura para implementação das relações étnico raciais na educação básica na Bahia.

Convidada para discorrer sobre o tema, a professora e Pró-Reitora da Uneb, Lídia Boaventura, destacou a atuação do seu pai nas criações das universidades estaduais da Bahia (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc), e lembrou também a busca incansável do Professor Edivaldo para preservar a identidade dos povos e dos lugares.

Durante a tarde a programação continuou com mesa redonda “Experiências Exitosas nas Escolas e a lei nº 10639/200. O evento é aberto ao público e acontece até a próxima sexta-feira, dia 30 de novembro. (Fonte: Ascom /IAT).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: