Polícia

Engenheiros que vistoriaram a barragem da Vale são presos

Foram presos, nesta terça-feira, dois engenheiros que prestaram serviços à Vale e atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG), que se rompeu na última sexta-feira. Os mandados de prisão, expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais, foram cumpridos por equipes do Ministério Público de São Paulo e da Polícia Civil daquele estado.

Imprensa começa anunciar a prisão dos engenheiros, mas cobra o mesmo da direção

A prisão dos engenheiros Makoto Namba e André Yum Yassuda ocorreu nos bairros de Moema e da Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. A operação tem outros três alvos, informou o Ministério Público de Minas. Esses moram na região metropolitana de Belo Horizonte. Além das prisões — todas temporárias, por trinta dias — os agentes visam a cumprir, também sete mandados de busca e apreensão.

EM BELO HORIZONTE – Os presos serão ouvidos pelo MP de Minas, em Belo Horizonte. As ações são parte de uma operação que também se desenvolve em Minas Gerais e são coordenadas por promotores do núcleo da capital do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP de São Paulo, e pelo Departamento de Capturas (Decade) da Polícia Civil paulista.

Na noite desta segunda-feira, a Defesa Civil de Minas informou que havia 65 mortes confirmadas e 279 desaparecidos em Brumadinho. As buscas por mais vítimas da tragédia recomeçaram nesta terça-feira. (Informações do jornal O Globo).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas