Interior da Bahia

História

Há 30 anos atrás, o Esporte Clube Bahia entrava na história do futebol brasileiro

Foi no dia 19 de fevereiro, bem lá atrás que finalmente Galileo Galileu foi batizado na catedral de Pisa, bem mais para frente, o jornal Folha de São Paulo era fundado. No meio do caminho, nascia em Belém do Pará, o jogador Sócrates, o bispo Edir Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus meteu a mão na sacola para iniciar a compra da Rádio e Televisão Record por US$ 45 milhões, do grupo formado por Silvio Santos e Paulo Machado de Carvalho, este último, empresário que emprestou seu nome para o Estádio do Pacaembu, hoje cedido para a iniciativa privada.

Já o ano de 1989 começou mal, logo de cara, justamente na festa da virada com o naufrágio do barco Bateau-Mouche lá no Rio de Janeiro, matando 55 pessoas, (creio). Fato lamentável que acabou em total impunidade. Porém, um mês após, milhares de torcedores do Bahia “morriam de alegria” justamente no dia 19 de Fevereiro de 1989, exatamente há 30 anos, que chegou para entrar na história do futebol da Bahia quando o tricolor de aço empatou em 0 x 0 com o Internacional no Estádio do Beira-Rio, após vencer na Fonte Nova por 2 x 1 e assim, de forma na época considerada como milagrosa, conquistava o Campeonato Brasileiro do ano de 1988 depois de 29 jogos, com Bahia vencendo treze partidas, empatando onze e sendo derrotado apenas em cinco oportunidades.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas