Interior da Bahia

Cultura

ABL: Ignácio de Loyola Brandão é eleito imortal por unanimidade

O escritor Ignácio de Loyola Brandão foi eleito para a Academia Brasileira de Letras (ABL) por unanimidade dos votos, durante votação realizada na tarde desta quinta-feira. O romancista e jornalista vai ocupar a cadeira 11, vaga desde a morte do jurista Hélio Jaguaribe, em 10 de setembro de 2018.

Ignácio de Loyola Brandão, 80 anos, foi eleito para ABL por unanimidade

Favorito na disputa, o paulista natural de Araraquara tem 42 livros publicados, entre romances e contos, crônicas, viagens, infantis e infanto-juvenis e uma peça teatral. É autor de “Zero”, “Não Verás País Nenhum” e do recente “Desta Terra Nada Vai Sobrar a Não Ser o Vento Que Sopra Sobre Ela”.

Ignácio iniciou a carreira como jornalista na cidade natal e, aos 21 anos, mudou-se para a capital paulista, onde continuou a carreira e se notabilizou. Teve passagens pelo jornal “Última Hora” e pela lendária revista “Realidade”. Atualmente, é cronista do jornal “O Estado de S. Paulo”.

O escritor disputou a vaga na ABL com Eloi Angelos Guio D’Aracosia, Rodrigo Cabrera Gonzales, Placidino Guerrieri Brigagão, José Roberto Guedes de Oliveira, Lucas Menezes, Remilson Soares Candeia, José Itamar Abreu Costa, Marilena Barreiros Salazar, Raquel Naveira, Felisbelo da Silva e Sérgio Caldeira de Araújo.

Como tradicionalmente ocorre na votação dos imortais da ABL, as cédulas foram queimadas pelo presidente da academia, professor Marco Lucchesi. (Fonte: Estadão).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas