Interior da Bahia

Justiça

Riachão: Ex-prefeito Lauro Falcão é condenado por contratar mão de obra superfaturada no CRAS

A Justiça condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito de Riachão do Jacuípe, Lauro Falcão Carneiro. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), que propôs a ação, o ex-gestor causou prejuízo de R$41.581,47 ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O valor atualizado até junho de 2013. O prejuízo integra o montante de R$250 mil destinados, em 2007, à construção de Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) no município.

Ex-prefeito Lauro Falcão condenado por superfaturamento em obra do CRAS

A investigação do MPF teve como base relatório de fiscalização da Controladoria Geral da União, que apontou superfaturamento e contratação ilegal de mão de obra a partir do Convênio nº 746/MDS/2005. Carneiro, então prefeito, contratou diretamente pedreiros e serventes de pedreiros, sem procedimento licitatório, além de ter efetuado pagamentos aos profissionais contratados com valores 226% acima do que são geralmente pagos aos profissionais da região. De acordo com a ação proposta pelo MPF em 2014, o ato se enquadra como improbidade administrativa que causa lesão ao erário, prevista no art. 10 da Lei nº 8.249/92.

Lauro Carneiro foi condenado a ressarcir o valor do prejuízo (R$ 41.581,47) devidamente corrigido, pagar multa de R$ 10 mil reais e à suspensão de seus direitos políticos por 5 anos. A sentença foi expedida em 20 de novembro de 2018, porém apenas em março de 2019 o MPF foi oficialmente notificado da decisão. Cabe recurso do condenado à Justiça Federal. (Fonte: Bocão News).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas