Política

Greve geral: veja os protestos nos dois maiores centros do país

O dia de greve geral, organizada pela CUT e demais centrais sindicais – CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, UGT, Nova Central, CSP-Conlutas e Intersindical, foi de transtorno para quem precisava usar o transporte público. No entanto, a paralisação foi parcial. Na capital paulista, trens da CPTM e ônibus circulam normalmente.

Manifestantes entram em confronto com policiais no cruzamento da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, em São Paulo (SP), durante os protestos (Nacho Doce/Reuters)

No Metrô, várias estações ficaram fechadas, o que prejudicou o funcionamento do sistema. Em várias cidades do país, principalmente nas capitais, como São Paulo, Rio, Salvador e Belo Horizonte, entre outras, houve relatos de manifestações com fechamento de vias ou circulação parcial de transporte público. Houve atos de protesto 23 estados e no Distrito Federal, segundo registros das centrais sindicais. No Rio e em São Paulo, a polícia lançou bombas para dispersar manifestantes.

Manifestantes fazem barricada na Avenida Paulista, em São Paulo (SP), durante protesto contra a reforma da previdência (Nacho Doce/Reuters)

Os protestos foram contra a reforma da Previdência, que está em tramitação na Câmara dos Deputados, e em defesa da educação e por mais empregos. A adesão à greve foi parcial ou total entre bancários, professores, metalúrgicos, químicos, portuários, metroviários, motoristas, cobradores, caminhoneiros, trabalhadores da educação, da saúde, servidores públicos federais, estaduais e municipais, entre outras categorias que aprovaram a paralisação em assembleias.

Acompanhe ao vivo as paralisações e protestos contra a reforma da Previdência

20:40 – Trânsito é liberado na avenida Paulista nos dois sentidos

A Companhia de Engenharia de Tráfego informou que a avenida Paulista foi liberada nos dois sentidos. A rua da Consolação permanece ocupada no sentido Centro, entre a avenida Paulista e a avenida São Luis.

20:30 – Avenida Presidente Vargas, no Rio, é liberada

O Centro de Operação Rio informou que na avenida Presidente Vargas foram liberadas as pistas do sentido praça da Bandeira. As pistas do sentido Candelária seguem fechadas, a partir da rua Carmo Neto, por onde é feito o desvio.

Policial lança bomba de efeito moral durante protesto contra a reforma da previdência, realizado no Rio de Janeiro (RJ) – 14/06/2019 (Ricardo Moraes/Reuters)

19:55 – Polícia dispara bomba contra manifestantes na esquina da Paulista com Consolação

A polícia lançou bomba de gás contra manifestantes na esquina da avenida Paulista com a rua da Consolação. Eles seguiam em direção à praça da República. A manifestação começou na Paulista por voltas das 16h, entre o vão livre do Masp e o prédio da Fiesp, interditando os dois sentidos da Paulista. No início da noite, os manifestantes começaram a se deslocar em direção à Praça da República. (Fonte: Veja).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas