Interior da Bahia

Nordeste

Sargento baleado em Santa Cruz do Capibaribe está em coma induzido

É gravíssimo o estado de saúde do sargento da Polícia Militar Moacir Moreira da Silva baleado em ação de bandidos na última segunda-feira (1º) que resultou na morte do policial André José da Silva. Os suspeitos de cometer o crime foram mortos na Paraíba durante confronto com a polícia.

“Estamos na luta. Uma das maiores preocupações do nosso comandante hoje é não perder mais ninguém. Não perder mais nenhum agente público, que o Estado gasta tanto para preparar e tem a força de querer defender a sociedade mesmo pondo em risco a própria vida. A gente está lutando para que o sargento lute e permaneça integrando a corporação”, disse tenente coronel Luiz Cláudio Brito, porta-voz da PM.

Moacir Moreira da Silva estava no banco do passageiro da viatura policial quando ocorreram os disparos que mataram seu colega. Moreira também foi atingido, mas conseguiu fugir. Segundo a Polícia Militar, ele foi atingido na virilha e no intestino.

Ele está internado em estado gravíssimo e coma induzido no Hospital Geral do Agreste, em Caruaru.

O caso

Um policial morreu e outro ficou ferido após uma perseguição com troca de tiros, na manhã da última segunda-feira (1º. De maio), em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais do 24º Batalhão da PM (responsável pela área) faziam ronda de rotina no local, quando houve o assalto a uma casa lotérica.

Os agentes entraram em combate com os assaltantes. Durante a troca de tiros, o soldado André Silva morreu e o sargento Moacir ficou ferido.

Suspeitos encontrados e mortos 

Oito suspeitos de envolvimento na morte do policial militar em Santa Cruz do Capibaribe foram mortos durante confronto com a Polícia Militar (PM) entre Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, na Paraíba, na manhã da terça-feira (2). Os suspeitos estavam sendo monitorados desde a madrugada. Quatro deles estavam escondidos no Sítio Boi Brabo, na zona rural dos municípios, e os outros chegaram ao local, em dois carros, para resgatá-los, quando se iniciou o confronto.

Segundo a PM, seis homens e duas mulheres foram mortos na operação. 

A operação foi integrada e contou com a participação das PMs de Pernambuco e da Paraíba. Dois helicópteros do Grupo Tático Aéreo (GTA) deram apoio à ação policial.

A polícia apreendeu ainda o dinheiro roubado do mercadinho de Santa Cruz do Capibaribe, duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição, utilizadas na ação no dia anterior.

Vereador entre os mortos

Ainda de acordo com a PM, o parlamentar Andson Berigue de Lima, 29 anos, conhecido como “Nanaca” (PP), estava armado e efetuou disparos contra as autoridades. Nanaca foi eleito em 2016 com 482 votos, na cidade de 12 mil habitantes.

Segundo o site do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Andson foi autuado por porte ilegal de arma em 2017.

Especialistas em assalto a banco

A policia acredita que o grupo executado é uma quadrilha interestadual especializada em assaltos a bancos. Em nota, a SDS afirmou que os policiais tentaram a rendição do grupo criminoso, mas não houve sucesso, e que os feridos foram levados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiram.

Enterro sob forte comoção

O colega do sargento Moacir, soldado André José da Silva, 32, morto durante o primeiro confronto com os bandidos, na segunda-feira, foi sepultado com homenagens dos colegas de farda, na terça-feira (2). A cerimônia foi realizada no cemitério de Santa Maria do Camucá, na mesma região. (Fonte: JC Online / Foto: Reprodução).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas