Interior da Bahia

Nordeste

Sanfoneiro ferido por tiros da PM em Irecê retorna para Fortaleza e vai fazer outra cirurgia

O sanfoneiro cearense Possidônio Júnior, da banda de forró “Sala de Reboco”, recebeu alta médica e, na manhã desta terça-feira (9),  foi transferido de avião do interior da Bahia para Fortaleza. Na madrugada da última sexta-feira (4) ele foi baleado numa operação desastrosa de policiais militares no Município de Irecê (BA). Uma dançarina do grupo musical também foi baleada e acabou morrendo.

O sanfoneiro cearense Possidônio Júnior recebeu alta médica na manhã desta terça-feira

Possidônio Júnior passou para várias cirurgias e já não corre mais riscos de amputação de sua perna direita, atingia por tiros disparados contra a caminhonete Hilux em que ele viajava com outros quatro componentes da banda. Na madrugada de sexta, ele foi internado às pressas no Hospital Municipal de Irecê  (a 481 de Salvador), juntamente com a dançarina Gabriela Amorim, 25 , que acabou falecendo após sofrer um disparo no abdome.

Momento em que o sanfoneiro chega de ambulância no aeroporto (Foto: Fernando Ribeiro)

Policiais militares de Irecê alegam que atiraram em direção à Hilux após o motorista desobedecer à ordem de parada na rodovia. Durante uma suposta perseguição, os PMs então decidiram disparar tiros para forçar o guiador a para a caminhonete.  

Versões opostas

Os integrantes da banda de forró revelaram outra versão sobre o caso, alegando que não foram alertados de que eram carros da Polícia que os seguiam e que os veículos não tinham características de carro de Polícia (nem sirenes ou luzes de emergência).

Sanfoneiro Possidônio Júnior, a dançarina Gabriela Amorim e a cantora Joelma Rios

Na manhã de hoje, Possidônio Júnior embarcou num avião particular, dotado de UTI Aérea, de volta a Fortaleza, onde irá complementar o tratamento médico e recuperação dos movimentos da perna afetada pelos tiros. No momento do embarque na aeronave, seus  familiares fizeram fotos e vídeos.

O corpo da dançarina Gabriela Amorim, mãe de uma criança de 7 anos de idade e moradora do Conjunto Esperança (zona Sul da Capital), foi sepultado na manhã do último domingo (7), em um cemitério em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. (Informações do Diário do Nordeste). Veja vídeo abaixo:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas