História

“Salve, Salve, Canudos!” – Cineasta Antônio Olavo lembra os 122 anos do fim da guerra de Canudos

Neste 5 de outubro, rememoramos os 122 anos do final da Guerra de Canudos, história já contada em muitas imagens, prosas e versos. Mas ainda há muito o que contar, principalmente os acontecimentos imediatamente após o 5 de outubro de 1897, o desconhecido período pós-guerra, de tão pouco interesse da opinião pública da época, e por isso mesmo, durante muitos anos quase impenetrável.

Foto antiga da Guerra da Canudos (Foto Arquivo: Flávio de Barros)

Esse manto silencioso da sociedade brasileira acobertou uma situação de gravidade vivida por muitos sobreviventes da guerra, que durante longos anos foram abertamente perseguidos no sertão, obrigados a vagar clandestinos pelos pequenos povoados ou se refugiarem nos abrigos naturais das grutas, árvores e encostas das serras, temerosos, mas alimentados pela esperança de dias melhores.

O que sobrou da Guerra: relíquias se misturam aos animais (Foto: Acervo da Família Canário)

Estigmatizados como “jagunços”, buscaram cotidianamente construir estratégias de sobrevivências para superar as agruras de uma época hostil. Para eles o pós-guerra apresentava-se como um inesperado tempo de adversidades. Enfrentá-lo era outra batalha, mais longa e diferente daquela travada nas caatingas contra os soldados do Exército brasileiro. 

Antonio Olavo: breve novo filme sobre Canudos

Em breve, estaremos lançando AVE CANUDOS, OS QUE SOBREVIVERAM TE SAÚDAM, um filme sobre as aventuras de centenas… talvez milhares, de homens, mulheres e crianças, maioria negros e negras, que não aceitaram tornar-se estrangeiros de sua própria história e retornaram para Canudos, reconstituindo uma identidade ferida. Queremos contar uma outra História de Canudos. A História dos muitos que sobreviveram e cujos descendentes ainda hoje a saúdam. ORGULHOSAMENTE, mais uma produção da PORTFOLIUM. (Por Antonio Olavo).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas