Polícia

Estudante de Brasília que seguia para a Chapada Diamantina está desaparecido há três semanas

Um estudante de Brasília de 26 anos está desaparecido desde o dia 15 de setembro na Bahia. Yann Gustavo Martins Caribé Maia entrou em contato com a mãe, Márcia Martins, pela última vez quando se preparava para sair do município de Brumado, no sudoeste do estado, rumo ao Vale do Capão, na região da Chapada Diamantina. O estudante estava de bicicleta e estimava percorrer 50 quilômetros por dia.

Yann Gustavo Martins Caribé Maia entrou em contato com a mãe, Márcia Martins, pela última vez quando se preparava para sair do município de Brumado-BA.

A cada três dias, pelo menos, Yann entrava em contato com a família, mas desde então não se comunicou mais. A mãe chegou a tentar rastrear o telefone do filho, mas a localização foi de um local de vegetação no Mato Grosso do Sul. Conhecidos do rapaz também não sabem dizer onde ele está.

Yann saiu de Brasília em 2018 porque passou no vestibular de filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ele começou a fazer o curso, mas desistiu para viajar com uma namorada colombiana, que fazia mestrado UFRJ.

Depois, o jovem foi para Minas Gerais, onde fez serviços voluntários e trabalhou de brigadista. O relacionamento com a estrangeira não deu certo, e ele continuou a atividade com amigos. Parou em Vitória da Conquista e decidiu viajar sozinho para Brumado.

“Ele é de uma família de artistas, de músicos, estava sobrevivendo tocando na rua. Pouco antes de desaparecer, afirmou ter apanhado da polícia na Bahia enquanto tocava. Disse que o maxilar e as mãos doíam muito”, contou a mãe de Yann, que é artífice.

Busca

Preocupada com o filho, Márcia pede ajuda para encontrá-lo. Após entrar em contato com amigos, ela divulgou informações como nome, telefone e foto de Yann. “Ele deve estar magro e barbudo. Tem 1,97 metro e não estava se alimentando bem”, destaca.

Quem tiver qualquer notícia pode entrar em contato pelos números: (61) 99634-6343/ (61) 3256-5087. (As informações são do site Metrópoles).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas