Política

João Azevêdo articula com Rui Costa e Camilo Santana grupo progressista para aderir ao PDT

Antes de viajar para a Europa, onde encaminhará diversos projetos com líderes dos 9 estados, o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), deixou encaminhado a construção de um mega projeto progressista dele com os governadores da Bahia, Rui Costa (PT), e do Ceará, Camilo Santana (PT), em torno do PDT e de Ciro Gomes.

Esta é a novidade anunciada por lideranças do PDT em contato com a Revista NORDESTE.

“Os entendimentos são nesta direção de centro-esquerda em torno do PDT e da provável candidatura de Ciro Gomes a presidente da República”, disse alta fonte.

Segundo o site, Rui Costa também estaria nas conversas com o PDT (Fonte: Correio24 horas)

O presidente estadual do PDT na Paraíba, Damião Feliciano, nega os entendimentos pela vaidade política, mas vai precisar conviver coma a nova realidade incluindo Renato Feliciano.

Repercussão em outras mídias

A crise entre o ex-governador Ricardo Coutinho e o atual João Azevedo é cada mais insustentável, e outros sites da Paraíba também já dão como certa a saída do Azevedo para outra legenda. É o que diz, por exemplo, o Blog Magno Martins. Confira:

João Azevedo e Ricardo Coutinho, cada vez mais distantes no PSB (Foto: Politika.com.br)

Com a crise que se amplia dentro do PSB, partido no qual o atual governador da Paraíba é filiado crescem as articulações para que ele se direcione em outra legenda. A negociação já estaria sendo articulada desde a tarde desta quarta-feira (9).

De acordo com ele, estão bem avançadas as negociações entre o governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), e cúpula nacional do PDT para trocar a legenda socialista pelo partido de Leonel Brizola. 

A notícia ainda destaca que o rompido entre o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), e Azevedo não tem mais volta, motivo pelo qual, a insatisfação com a legenda estaria incomodando o gestor.

Ainda segundo a fonte, ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e ao presidenciável Ciro Gomes, o governador paraibano tem dito que seu afastamento de Coutinho é definitivo e que precisa se acomodar num partido de centro esquerda para influenciar nas eleições municipais do ano que vem, principalmente em João Pessoa e Campina Grande, a capital e o maior colégio eleitoral do Interior, respectivamente.

(Da redação do IB, com informações do Wscom e Blog Magno Martins).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas