Cultura

Dez cidades baianas decidem cancelar os festejos juninos 2020

Em função da Pandemia do Coronavírus, que aflige todos os municípios Brasileiros, numa decisão conjunta, dez cidades Baianas que realizam os maiores e mais tradicionais festejos juninos, resolveram cancelar o São João e o São Pedro deste ano.

Senhor do Bonfim, no centro norte baiano, está entre as cidades que suspenderam o São João

Após diversas reuniões virtuais nos últimos dias e troca de informações, os gestores optaram por uma decisão coletiva, onde o combate à Pandemia foi priorizada.

As cidades que decidiram cancelar os eventos são Amargosa, Cruz das Almas, Ibicuí, Irecê, Itaberaba, Miguel Calmon, Piritiba, Santo Antônio de Jesus, Seabra e Senhor do Bonfim.

O que mais pesou na decisão dos gestores foi a informação do Ministro da Saúde, indicando fortes possibilidades de que o pico da infecção no Brasil, ocorra entre os meses de maio e junho. Outro fator que pesou bastante na decisão dos prefeitos, diz respeito às incertezas do mercado econômico para os próximos meses. A iniciativa visa também evitar que comerciantes não venham a sofrer prejuízos ainda maiores, caso, de fato, a festa tivesse de ser, forçosamente, cancelada depois de investimentos realizados.

Seabra, na Chapada Diamantina, também tem tradição nos festejos juninos

Diversos outros municípios já vinham tomando essa decisão, haja vista o agravamento da pandemia. O presidente da UPB, Eures Ribeiro, já vinha defendendo essa tese em função das dificuldades que os municípios já vinham enfrentando desde que o coronavírus entrou no Brasil.

De acordo com o documento publicado, cada município irá editar seu decreto, onde, além de cancelar o São João e São Pedro, determina que todos e quaisquer eventos festivos, ficam suspensos até 31 de julho, com o objetivo de evitar aglomerações. (Ascom – Bonfim).

To Top
%d blogueiros gostam disto: