Política

Moro pede demissão após Bolsonaro exonerar diretor da PF

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu demissão do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). A saída acontece após o presidente da República ter publicado no Diário Oficial da União, na madrugada desta sexta-feira, 24, a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

Sergio Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro /Foto: Sergio Lima/AFP

Bolsonaro não avisou a Moro que estava concretizando a exoneração. Assim, o presidente atropelou conversas que ainda estavam acontecendo sobre a troca no comando da PF e a permanência do ministro.

Sergio Moro foi informado pelo presidente da intenção de trocar o comandante da PF na quinta-feira, 23. Na reunião, o agora ex-ministro da Justiça avisou a Bolsonaro que não ficaria no governo se a troca fosse consumada.

Sergio Moro aceitou ser o ministro da Justiça do governo Bolsonaro logo após as eleições de 2018. Ele aceitou largar a carreira de juiz federal, na qual era responsável por conduzir a Operação Lava Jato.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro disse que Moro teria autonomia para escolher os nomes do ministério e que não iria interferir no trabalho do ministro. Com a interferência do presidente na Polícia Federal, a permanência de Moro no ministério ficou insustentável. (Fonte: O Tempo).

To Top
%d blogueiros gostam disto: