Esporte

Comitê Médico da Fifa projeta retorno do futebol em setembro

O presidente do Comitê Médico da Fifa, o belga Michel D’Hooghe, afirmou que o futebol não deve retornar nos próximos meses. Cobrando paciência de clubes e atletas, o especialista afirmou que o retorno do esporte é uma indicação de ‘vida ou morte’ diante da pandemia do novo coronavírus e que a projeção dos jogos deveria ser para setembro.

O Governo da Espanha tenta a finalização do torneio nacional em campo, com portões fechados Foto: AFP

“Sou cético. Não devemos voltar a jogar antes do fim de agosto ou início de setembro. O futebol não é a coisa mais importante da vida”, disse em entrevista à emissora britânica Sky Sports.

Michel reforçou também que a situação mundial é crítica com o crescente no número de casos de covid-19. “Ficaria contente de poder retomar as próximas temporadas sem outros problemas e seria ainda mais feliz de ver os campeonatos recomeçarem, mas é preciso evitar o retorno do vírus. Precisamos ser prudentes porque essa é uma questão de vida ou morte. É a situação mais dramática desde a Segunda Guerra Mundial e não podemos subestimar isso”, finalizou.

O discurso é tido como uma posição da entidade diante das principais ligas. Enquanto Holanda e França cancelaram os torneios nacionais sem definição de campeão ou rebaixado, os governos da Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália debatem soluções para a conclusão das competições em campo.

No Brasil, a CBF autorizou que os clubes retomem as atividades nos centros de treinamento. A decisão foi tomada nesta terça-feira (28), após videoconferência entre representantes da Comissão Nacional dos Clubes (CNC). (AFP).

To Top
%d blogueiros gostam disto: