Economia

Novo presidente do BNB é destituído um dia após tomar posse

Um dia após assumir a presidência do Banco do Nordeste (BNB), nesta terça-feira (2), Alexandre Borges Cabral foi destituído do cargo. A exoneração foi aprovada nesta quarta, durante reunião do conselho do banco. Por enquanto, fica interinamente na presidência Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior, diretor financeiro e de crédito do BNB, cargo o qual ele ficará acumulando até que seja eleito novo presidente definitivo.

Com acusações, Alexandre Borges Cabral foi destituído do cargo no BNB.

Alexandre Borges Cabral é investigado por suspeitas de irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda durante sua gestão, em 2018. O prejuízo é calculado em R$ 2,2 bilhões.

A investigação, divulgada ontem pelo Estadão, teria influenciado a decisão. Durante a posse, Alexandre chegou a criticar uma jornalista do veículo, afirmando que não havia sido indicado pelo Partido Liberal (PL), liderado pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto, e assumiu o cargo “por critérios técnicos”.

Indicação política

Ele afirmou ainda que não era apadrinhado político e criticou a imprensa por divulgar possível indicação pelo Partido Liberal (PL), liderado pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto. “Essa história de dizer que é indicação política é fake news”, disse.

A troca de comando do BNB não foi uma surpresa e esteve no centro das discussões. Já havia especulações de que o cargo era utilizado como moeda de troca pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para ganhar apoio do chamado Centrão. (Fonte: O Povo).

To Top
%d blogueiros gostam disto: