História

Por medo de Covid-19, coveiro se nega a enterrar idosa em Canudos

Dois agentes funerários fizeram o enterro de uma idosa de 81 anos, vítima da Covid-19, na última sexta-feira (5), em um cemitério do distrito de Rosário, que pertence ao município de Canudos, região Nordeste da Bahia.

Dois agentes funerários fizeram o enterro da idosa (Foto: Junior da Pax / Arquivo Pessoal)

A mulher morreu em Salvador e teve o corpo levado para onde morava no interior do estado. Contudo, ao chegar ao local, os agentes não encontraram pessoas que estivessem dispostas a realizar o sepultamento e decidiram realizar o enterro.

Proprietário da funerária Pax Monte Sinai, José Silva foi um dos agentes funerários responsáveis pelo enterro da idosa. Ele explica que a mulher morreu na sexta-feira e que a filha dela ficou em Salvador, já que também foi diagnosticada com Covid-19 e não pôde acompanhar o retorno do corpo para Rosário.

José Silva lembra que falou com um representante do distrito que disse que a comunidade não queria se envolver no sepultamento por medo de contaminação. “Situação muito inusitada. Tem 15 anos que eu trabalho como agente funerário”, disse.

“Depois de rodar 800 quilômetros, pegar o corpo no Hospital Roberto Santos e não encontrar ninguém, nem para mostrar onde era o cemitério. Quando a gente chegou no cemitério, com bastante dificuldade pela estrada, apenas eu e meu companheiro de trabalho Ricardo”, acrescentou. (Por G1 BA).

To Top
%d blogueiros gostam disto: