História

Brizola Vive! Há 16 anos morria o grande líder do trabalhismo

Neste 21 de junho, há 16 anos, perdemos a nossa mais autêntica e expressiva liderança e o Brasil ficou privado da sua maior referência política.

Brizola volta do exílio para dar sequência ao trabalho de Getúlio e Jango

O jornalista Petrônio Souza, tão logo soube da morte de Brizola, assim definiu o grande líder:

“Foi gênio e genial, homem raro, daqueles que nasceu lá para as bandas dos pampas do olhar reto, direto, Engenheiro por formação, queria reconstruir o País, e estruturado em valores solidificados na pedra preciosa do nacionalismo autêntico. Não enxergava limites nem divisas, para ele a Nação era o todo, sem barreiras no amor incorporado.

Agora, ficamos nós com o coração vazio. Muitos não concordavam, mas ouviam. Por autoridade nacional, ele repetia, repercutia. Agora, fica faltando um bravo no céu anil do Brasil. Fica faltando as sábias palavras do grande pai nacional que, sempre, para o bem geral da Nação, ponderava.

Fica faltando Leonel Brizola, o homem que fez desabrochar uma Rosa Vermelha brasileira, dentro do peito dos verdadeiros filhos da Pátria”.

Salvador, 20 de junho de 2020

Hari Alexandre Brust

Ex-Presidente do PDT Municipal de Salvador da Executiva Estadual do PDT da Bahia

To Top
%d blogueiros gostam disto: