Polícia

Filadélfia decreta lockdown até o dia 2 de julho; veja restrições

A prefeitura de Filadélfia, no norte da Bahia, decretou “lockdown” (suspensão total das atividades não essenciais) na cidade, entre 26 de junho e 2 de julho. A medida visa conter o avanço da pandemia do coronavírus.

A prefeitura de Filadélfia decretou “lockdown” na cidade entre 26 de junho e 2 de julho

De acordo com a prefeitura, a medida foi tomada, porque Filadélfia é uma das 10 cidades da Bahia que mais tiveram crescimento em casos de Covid-19 nos últimos cinco dias. O número de casos cresceu 30,42%.

O texto do decreto informa que fica suspenso o funcionamento de todos os estabelecimentos de comércio e serviços. Apenas os postos de combustível têm autorização para funcionar, devendo manter a higienização e desinfecção de todo o ambiente, de forma contínua e permanente.

As farmácias e as distribuidoras de água e gás poderão funcionar somente através do serviço de entrega em domicílio, mantendo o estabelecimento comercial fechado, com a disponibilização do contato telefônico em seu exterior, para a realização dos pedidos.

Ainda de acordo com o órgão, as agências bancárias deverão suspender também os serviços de autoatendimento, mantendo o estabelecimento fechado, com suas atividades totalmente suspensas.

As atividades nas unidades básicas de saúde e demais estabelecimentos públicos que disponibilizam serviços de saúde permanecerão com o seu funcionamento em horário normal.

Já as atividades administrativas dos órgãos públicos municipais estão suspensas; permanecem em funcionamento apenas os que prestam serviços essenciais. As atividades que permanecerão em funcionamento terão suas atividades direcionadas pelos secretários das respectivas pastas.

Segundo o decreto, fica proibida a realização de cultos, missas ou eventos religiosos, devendo os estabelecimentos manterem as suas portas fechadas.

O decreto prevê que aquele que não cumprir as determinações estará sujeito ao pagamento de multas e até a cassação de licença de funcionamento. (G1 Bahia).

To Top
%d blogueiros gostam disto: