Política

Prates é nomeado presidente do Diretório do PDT Salvador

O secretário municipal de Saúde, Léo Prates, é o presidente do PDT em Salvador. A nomeação sem alarde do novo cargo, emitida em abril, é uma tentativa da sigla de manter a relevância política de Prates, considerando a possibilidade de ele não disputar as eleições deste ano, já que o prazo para desincompatibilização venceu.

Leo Prates ao lado de Carlos Lupi, da nacional, e Félix Jr. , da estadual do PDT

A leitura internamente é que a publicização da nomeação durante a pandemia do novo coronavírus, que o secretário combate na linha de frente, poderia causar uma má impressão na opinião pública.

Por outro lado, a executiva estadual, comandada pelo deputado federal Félix Mendonça Jr., ainda aposta as últimas cartas para viabilizar a candidatura de Prates. Mendonça Jr acionou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em consulta enviada diretamente para o presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, questionando os prazos vencidos de desincompatibilização, já que os turnos da eleição foram adiados para 15 e 29 de novembro.

“As hipóteses previstas na LC n. 64/90 que repousam na necessidade dos servidores públicos e agentes políticos se afastarem dos seus cargos e funções pelo prazo de 4 meses anteriores a data da eleição, deverão considerar a data 04 de junho de 2020 ou 15 de julho de 2020?”, questiona o presidente do PDT na Bahia.

A sigla tem, contudo, uma “carta na manga” para eventual impedimento de Prates, que é a secretária municipal de Promoção Social, Ana Paula Matos, filiada ao partido em maio. Assim, o PDT ainda tem chance tanto de concorrer na cabeça de chapa, quanto ocupar a função de vice no grupo do atual prefeito ACM Neto (DEM), que indicou seu vice-prefeito, Bruno Reis (DEM).

ACM Neto x Félix Mendonça Jr.

A reportagem também apurou que a nomeação de Léo Prates para o cargo de presidente do PDT em Salvador é uma forma do deputado Félix Mendonça Jr. mostrar aos pares que ainda tem as rédeas do partido na Bahia, mesmo com a participação direta do prefeito ACM Neto (DEM) nas tratativas com o eixo nacional do PDT.

Neto, que também é presidente nacional do DEM, selou uma parceria com Carlos Lupi e Ciro Gomes, presidente e vice-presidente do PDT nacionais, respectivamente. A aliança em 2020 é um ensaio para a composição que DEM e PDT esperam repetir em 2022, quando Ciro deverá concorrer à Presidência da República e ACM Neto ao governo da Bahia. (Fonte: Bocão news).

To Top
%d blogueiros gostam disto: