Nordeste

Tubulação de barragem sobre o São Francisco rompe e cerca de 2 mil são evacuadas

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), está a caminho do município de Jati, onde rompeu nessa sexta-feira (21) uma das redes de tubulação da barragem que recebe água da transposição do Rio São Francisco.

O rompimento da tubulação de barragem que recebe água da Transposição do Rio São Francisco no Ceará Foto: Francelio Cardoso/Especial para O POVO (Foto: Francelio Cardoso)

O acidente provocou a remoção de cerca de 2 mil moradores na madrugada deste sábado, 22. O titular da Secretaria dos Recursos Hídricos do Ceará (SRH), Francisco Teixeira, e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMC), coronel Holanda, já estão na cidade.

A evacuação foi confirmada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A pasta frisou que o vazamento já foi solucionado e que a evacuação ocorre de forma preventiva, “zelando pela preservação de vidas em primeiro lugar”, diz a nota do órgão.

O rompimento provocou a remoção de 2 mil moradores (Foto: Diário do Nordeste)

Principal motivo da evacuação é a dificuldade de avaliação técnica do local do rompimento de um dos condutos da barragem, bem como da represa em si. Um fator que estaria agravando a dificuldade de um parecer técnico no local seria a falta de iluminação adequada, conforme pontuou o MDR.

Segundo a pasta, os moradores estão sendo comunicados da necessidade de se retirarem do local por meio de carros de som que percorrem as vias da cidade. Profissionais da Defesa Civil e trabalhadores da empresa que gerencia a barragem foram convocados para ajudar na divulgação do alerta, visitando residência por residência.

As famílias receberam auxílio para se deslocarem em direção a hotéis, pousadas e alojamentos na região ou para irem até a casa de parentes e amigos que morem mais afastados da barragem, segundo informou o MDR. A situação deve se manter “até que sejam feitas todas as avaliações técnicas das estruturas do reservatório”, pontuou o ministério.

As famílias receberam auxílio para se deslocarem em direção a hotéis da região.

A evacuação ocorre horas após o próprio Ministério do Desenvolvimento Regional anunciar que engenheiros da obra e técnicos da Defesa Civil de Jati terem pontuado que o vazamento não teria gerado qualquer risco de rompimento da barragem. A ruptura ocorreu um dia após a comporta do reservatório Jati, no Interior do Ceará, ser acionada para liberar as águas do São Francisco para o abastecimento do Estado.

CONFIRA VÍDEO DO ROMPIMENTO

Ainda na sexta-feira, 21, por volta das 22 horas, o Corpo de Bombeiros confirmou ao O POVO que nenhum dano ou alagamento foi causado em residências da região, mas o titular da Secretaria dos Recursos Hídricos do Ceará (SRH), Francisco Teixeira, havia pontuado preocupação de que o fluxo de água liberado pelo vazamento causasse um processo de erosão em alguma parte no entorno da infraestrutura da barragem.

O estouro da tubulação ocorreu após falha em uma das tomadas d’água que controlam as comportas de vazão do reservatório. Com o vazamento, o sistema elétrico da barragem ficou comprometido e foi necessário a instalação de um gerador para garantir que a comporta fosse fechada, interrompendo o vazamento. Técnicos de manutenção e engenheiros das obras estão no local desde o início do vazamento na tarde de sexta-feira, 21. (Fonte: jornal O Povo).

To Top
%d blogueiros gostam disto: