Política

TCM condena prefeitos de Serra Preta e Anguera por nepotismo cruzado e multas de R$ 10 e 5 mil

O prefeito do município de Serra Preta, Rogério Serafim, conhecido como Aldinho, foi condenado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por nepotismo cruzado.

Prefeito Aldinho, de Serra Preta, foi multado em R$ 10 mil

Na sessão desta quinta-feira (10), os conselheiros do TCM julgaram a denúncia procedente e foi determinado que as acusações fossem encaminhadas ao Ministério Público da Bahia, para que o ato de improbidade administrativa seja apurado e em seguida denunciado à Justiça. 

Segundo a acusação, durante o exercício do cargo, o gestor nomeou parentes seus e de seus aliados políticos para cargos públicos. A acusação, feita pelo TCM, renderá uma multa de R$10 mil para o prefeito que teve sua defesa considerada insuficiente. Já o prefeito de Anguera, Fernando Bispo, também envolvido na denúncia, foi multado em R$ 5 mil.  

Prefeito de Anguera, Fernando Bispo, foi multado em R$ 5 mil

Um inquérito civil público também foi instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) para investigar suposta contratação de funcionários “fantasmas” na prefeitura de Serra Preta.

Segundo informações, o nepotismo cruzado foi caracterizado através da contratação de funcionários indicados pelos prefeitos Aldinho, de Serra Preta, e Fernando Bispo, de Anguera.

To Top
%d blogueiros gostam disto: