Política

‘Aliança em Salvador mostra que DEM e PDT querem construir futuro comum’, diz ACM Neto

O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, disse neste domingo, 13, ao oficializar o nome de Ana Paula Matos, do PDT, como vice na chapa de seu candidato à prefeitura, Bruno Reis (DEM), que a aliança na capital baiana é um “recado para o Brasil” e que os partidos têm a mesma visão de país.

ACM Neto conseguiu fechar uma boa coligação com o PDT

Ana Paula Matos é ex-secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza de Salvador.  A convenção do DEM-PDT em Salvador será nesta segunda-feira, dia 14.

TROCA DE POSIÇÃO – Na Bahia, o PDT compõe a base estadual do governador Rui Costa (PT), mas passa agora oficialmente a apoiar o candidato adversário na capital.

Apesar de frisar que a aliança nas eleições deste ano não significa um acordo para 2022, quando Ciro Gomes (PDT) deve sair candidato à presidência da República, ACM Neto disse para o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, que também participou do evento online, que está interessado em um “namoro futuro” com o PDT. Lupi retribuiu: “A gente também quer namorar!”.

Neto destacou que a aliança é emblemática na capital, terceiro colégio eleitoral entre as capitais, com mais de 1.897.098 milhão de eleitores (TSE), razão pela qual tem importância no tabuleiro nacional.

SUA VIDA PRÓPRIA – “Cada partido tem sua autonomia, sua vida própria (…) O que nos une fundamentalmente: primeiro, a defesa da democracia, uma defesa intransigente, como valor inegociável. Segundo, uma visão de Brasil. Nós temos o desejo de um futuro muito mais promissor para o nosso País. Então, muitas são as nossas conversas, minhas, do Lupi, do Ciro, do Rodrigo Maia (…)”, disse Neto.

Ciro Gomes foi favorável a aliança entre os dois partidos em outras capitais

E completou: “Na medida em que há uma aliança aqui em Salvador, isso é um recado para a Bahia e para o Brasil de que os partidos querem estar próximos, que os dois partidos querem construir um futuro comum. Isso vai acontecer? Não sei. A gente não está tratando de 2022, mas esse gesto, essa aliança em Salvador tem, é claro, um peso simbólico”, disse Neto. Ele ressaltou, ainda, que o DEM também está com o PDT em outras capitais a exemplo de Fortaleza e São Luís.

PROBLEMA DO PT – Com a oficialização da aliança, a situação do PDT na Bahia em âmbito estadual é incerta. “A questão sobre o que o PT acha, o que o PT não acha, não é problema meu. Aqui [em Salvador] estamos construindo uma aliança de centro-esquerda”, disse Lupi, citando como dado objetivo a boa avaliação do prefeito ACM Neto.

O governador Rui Costa tem dito que aguardava o anúncio oficial do apoio para se posicionar publicamente sobre o PDT. (Regina Bochicchio / Estadão).

To Top
%d blogueiros gostam disto: