Meio Ambiente

César – PR ajudou garantir ferrovia

O senador César Borges disse ontem (8), em Barreiras, que o traçado da ferrovia Oeste-Leste foi resultado de luta de várias forças políticas para beneficiar a Bahia, mas destacou que o PR teve um papel fundamental neste processo.

Segundo o senador, foi o PR que garantiu a inclusão do trecho baiano no Plano Nacional de Viação e ainda a fixação do trajeto que beneficiará, de modo igualitário, os principais municípios do  Oeste do Estado.

De acordo com o senador, uma ferrovia necessita de uma estação para fazer a vinculação econômica com uma região, e isto foi garantido. “No Oeste, será construído um porto seco eqüidistante 50 quilômetros de Barreiras, Luís Eduardo, São Desidério e Formosa do Rio Preto. Isso foi uma conquista nossa”, afirmou. O senador lembrou que são do PR tanto o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, quanto a prefeita de Barreiras, Jusmari Oliveira, o prefeito de Luiz Eduardo, Humberto Santa Cruz, e o presidente da Valec, José Francisco das Neves.

Ainda segundo César Borges, “anteriormente, a ferrovia Oeste-Leste parava na Ferrovia Norte-Sul, em Tocantins, e nós conseguimos, através de uma emenda, cruzar o traçado para além da Norte-Sul, levando a ferrovia até o Mato Grosso, e, do Mato Grosso, para Rondônia, Acre, até entroncar com a Ferrovia do Pacífico, no Peru”. César Borges, que foi autor da emenda, disse que o trecho em direção ao Pacífico vai levar a soja baiana para o mercado asiático a custo mais baixo.

O senador disse a MP 427/2008, que incluiu a ferrovia no Plano Nacional de Viação, foi muito disputada ao tramitar no Congresso, com senadores e deputados tentando beneficiar seus estados. César deu como exemplo mudanças feitas pela Câmara dos Deputados que colocaram em risco a viabilidade do trecho baiano, ao fazer uma ligação da Ferrovia Oeste-Leste com a malha ferroviária de Minas Gerais. “Conseguimos uma emenda junto ao relator, o senador Waldir Raupp (PMDB-RO), corrigindo a ferrovia baiana para um melhor traçado”, explicou.

Borges citou também outra emenda importante: a que definiu que a estrada de ferro passaria por Bom Jesus da Lapa (BA), para tornar possível a integração com o sistema intermodal da hidrovia do São Francisco. O senador acredita que a ferrovia vai impulsionar ainda mais a economia do Oeste, responsável pela produção de mais de 5 bilhões de toneladas de  soja, algodão, milho, café, arroz, feijão e frutas. Uma região que gera anualmente R$ 3,53 bilhões, em Valor Bruto de Produção (VBP).

To Top
%d blogueiros gostam disto: