Economia

Barreiras receberá produtores africanos

Os produtores de algodão da África pretendem fazer um intercâmbio com produtores da agricultura familiar da região Oeste do Estado.

Algodão para a agricultura familiar. Esta pode ser mais uma das alternativas que o pequeno produtor do Oeste terá para aumentar sua renda.  A produção algodoeira em pequena escala já é cultivada na África, país referência em qualidade do produto.

Durante uma semana, cotonicultores africanos, filiados a Associação dos Produtores de Algodão Africanos (PROCA), visitaram a região Oeste para conhecer fazendas e pessoas que se dedicam à cultura. A intenção do grupo é promover um intercambio com produtores do Oeste para disseminar técnicas entre os dois povos.

Tanto  os grandes cotonicultores quanto os pequenos agricultores do vale serão beneficiados. Os grandes contribuirão com as técnicas utilizadas no Oeste para produção em larga escala. E a agricultura familiar terá o algodão como mais uma cultura para aumentar a renda, por meio da incorporação de técnicas de plantio utilizadas na África.

A Prefeitura de Barreiras será parceira neste intercâmbio de experiências, incluindo os agricultores do vale na atividade que atualmente só beneficia e é praticada pelos grandes produtores da região. “O que a prefeita Jusmari está fazendo para os pequenos produtores rurais daqui, certamente terá um grande retorno nos próximos anos. Ela concede aos pequenos grande importância no desenvolvimento da cidade”, declarou o presidente da PROCA, François Traore.

   

O diretor de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento e Agronegócios do Município, Franklin Lima, foi um dos participantes do encontro e comentou sobre as potencialidades que os africanos têm a oferecer para o desenvolvimento da agricultura familiar local. “Eles estão cerca de 20 anos à frente do Brasil em matéria de agricultura familiar e possuem técnicas muito vantajosas, que creditam o produto deles entre os melhores do mundo. Este intercâmbio virá para contribuir muito no desenvolvimento dos produtores rurais de Barreiras”, disse

To Top
%d blogueiros gostam disto: