Política

Sucessão – Nova pesquisa na praça

Uma nova pesquisa sobre a sucessão baiana, para o Senado e a Presidência da República está na praça. A pesquisa foi encomendada pelo PTB, através do seu Instituto Getúlio Vargas, que é presidido na Bahia pelo ex-deputado e atual diretor da Sudene, Benito Gama.

O levantamento foi realizado e 35 municípios do interior baiano pelo Instituto Economic Pesquisas e Projetos entre os dias 8 e 16 de julho. Foram entrevistados dois mil eleitores e a margem de erro é de 2,5%. Confira os números em notas abaixo.

Na pesquisa espontânea, quando foi perguntado aos entrevistados em quem eles votariam para o governo do estado na próxima eleição, o resultado foi o seguinte: Jaques Wagner 24,6%, com 10,8% de rejeição; Paulo Souto 12,2% e 11,5% de rejeição; e Geddel Vieira Lima 5,7% e 4,3%. Enquanto isso, 5,7% não quiseram opinar.

 

Já na pesquisa induzida, os números são os seguintes: Jaques Wagner 35,8% e 18,1% de rejeição; Paulo Souto 27,8% e 21,4%; Geddel 14,7% e 10,8%. Bancos e nulos somaram 8,25%.

 

Quando a pesquisa simulou os possíveis confrontos do 2º turno entre os três possíveis candidatos, o atual governador Wagner ganhou de Paulo Souto por 45% contra 37%. O petista também venceu o ministro Geddel Vieira Lima por 49% a 29%. Na simulação entre Paulo Souto e Geddel, o ex-governador aparece com 42% contra 31% do peemedebista.

A pesquisa também avaliou a intenção de votos para alguns possíveis candidatos ao Senado Federal. O atual senador ACM Jr. (DEM) ficou com 25,4%, enquanto o também senador César Borges (PR) aparece com 21,9%. O prefeito de Salvador, João Henrique (PMDB), obteve 19,1% e o ministro Geddel 12%. Brancos e nulos atingiram a casa dos 8,3%.

Para a Presidência da Republica, o governador de São Paulo José Serra (PSDB) alcançou 44,8% das intenções de votos na Bahia e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), ficou com 37,1%. Brancos e nulos, 4,9%. Não souberam ou não quiseram opinar, 13,2%.

To Top
%d blogueiros gostam disto: