Cultura

Uneb Juazeiro discute Comunicação Comunitária

Cerda de 70 pessoas participaram da abertura do 1º Encontro de Formação em Comunicação Comunitária – Etapa Sertão do São Francisco – na manhã desta sexta-feira (7) no auditório do Departamento de Ciências Sociais e Tecnologias (DTCS), do Campus III da Universidade do Estado da Bahia – Juazeiro.

O público, formado por comunicadores populares, profissionais das áreas, entidades públicas e privadas, professores e estudantes da UNEB, conheceu dados do projeto de extensão em Comunicação Comunitária em Juazeiro e Sertão do São Francisco e do programa Ondas Livres, do Governo do Estado da Bahia para o setor de comunicação comunitária.

O mapeamento das rádios comunitárias localizou que há 50 pedidos  de concessões de emissoras no Ministério das Comunicações e que apenas seis estão em  funcionamento, 36 arquivadas e somente oito em andamento. O projeto visitou 18 veículos, sendo cinco sistemas de alto-falantes e seis comunitários.

Já Mário Sartorello, representando o IRDEB/TVE, relatou os primeiros passos do Programa Ondas Livres, voltado para a promoção da Comunicação Comunitária. A proposta prevê ações de formação dos comunicadores populares, incentivo a produção e difusão e a criação do Portal Ondas Livres, que permitirá o intercâmbio permanente entre as rádios, incluindo a troca e veiculação de programas.

O evento iniciou com a apresentação dos componentes da  mesa, a diretora do Departamento de Ciências Humanas (DCH III UNEB/Juazeiro), Aurilene Rodrigues, o representante do prefeito de Juazeiro, Antonio Pedro; o representante das entidades parceiras do evento, Ivis Vivas, (Sesc/Senac); Rosely Arantes, da Agência Geral de Comunicação Social do Governo do estado (Agecom); IRDEB/TVE, Mário Sartorello e a representante da radio comunitária de Curaçá, Delaide Paixão.

Aurilene Rodrigues deu as boas vindas aos/as presentes e, na oportunidade, leu a carta enviada pela vice-reitora, Amélia Amaurax. Nas considerações feita por Maraux pontuou que “ a professora Céres Santos está de parabéns pela iniciativa, visto que o encontro avança  na perspectiva ao inserir na discussão temas como  direito à infância, semi-árido, gênero e diversidade étnica em produtos radiofônicos”. 

 

PROGRAMAÇÃO 08 DE AGOSTO (SÁBADO)

MANHÃs

8h – roda de diálogos sobre direito À infância, semi-Árido, gênero e diversidade Étnica

9h10- CIRANDA – Dinâmica de grupo e apresentação dos oficineiros

9h30 – OFICINAS TÉCNICAS

10h30 – INTERVALO / MERENDA

13h – SOCIALIZAÇÃO DAS PRODUÇÕES das oficinas

14h30 – Almoço e despedidas 

 

OFICINAS

Oficina 1 -“A voz como instrumento de cidadania e produção de textos radiofônicos”

Ministrantes: Neilon Barbosa (SINTERP) e Ana Flávia Souza (CIPÓ)

OFICINA 2 – “Radiojornalismo cidadão”

Ministrante: João Aldemir Venceslau (TV Itapoan)

OFICINA 3 – “Programação musical para a valorização da diversidade”

Ministrante:?

OFICINA 4 – “Técnicas de rádio”

Ministrantes: Bruno Gonçalves e Luciana Santos Oliveira (Faced) e Ivan de Jesus (Sinterp).

 

Por Laura Ferreira – Juazeiro

To Top
%d blogueiros gostam disto: