Política

PMDB fez Encontro em Jequié após rompimento com o governo

Os jequieenses compareceram ao 10ª Encontro Regional do PMDB, realizado no Palácio das Artes, em Jequié, neste sábado (15). Desde cedo, cerca de 1.500 pessoas entre militantes, simpatizantes e lideranças políticas da “Cidade Sol” e região chegaram ao local do evento com muita expectativa para ouvir as principais lideranças da legenda.

Vinte e sete prefeitos compareceram ao encontro peemedebista, entre eles o prefeito da cidade, Luiz Amaral, e o de Salvador, João Henrique. Esse é o primeiro encontro do partido, após o rompimento com o PT. O encontro foi comandado pelo deputado estadual Leur Lomanto Jr., líder do PMDB na Assembléia Legislativa, que tem Jequié como cidade base.

Segundo a assessoria do PMDB, o evento foi marcado por discursos que consolidaram a candidatura do ministro Geddel Vieira Lima ao governo do Estado e as alianças regionais em prol de sua vitória em 2010. Os militantes fizeram muita festa, com gritos, faixas e cartazes para saudar o ministro.

Clima esquenta com discursos    

Figuras conhecidas da política baiana, como o ex-deputado federal Genebaldo Correia, e o ex-presidente da Câmara de Salvador, Valdenor Cardoso, estiveram presentes e declararam apoio ao partido. “O tratamento que estávamos recebendo era humilhante. Por isso, agora, dissemos ao governo que tomem os seus cargos que nós vamos legitimar um governo do jeito que queremos”, disse Genebaldo.

Além deles, fortaleceram o encontro também representantes recém-saídos do governo, como Antonio Batista Neves (ex-secretário de Infra-instrutora) e Antonio Lomanto Netto (ex-dirigente da Agerba). Lomanto foi um dos escolhidos como coordenadores da campanha de Geddel para governador.    

Alguns prefeitos fizeram pronunciamentos acalorados, como o de Aiquara, Jutahy Souza, que convidou a todos a aclamarem o nome do ministro Geddel. “O homem de trabalho tem de ser decidido e você, Geddel, é assim. Os currais aqui na Bahia acabaram. Agora, precisamos mostrar a cara e dizer: Queremos você governador da Bahia”, declarou.

“Com orgulho e com amor: Geddel governador”, diz Leur

Em seu pronunciamento, o deputado Leur Lomanto Jr. lembrou o processo de rompimento do PMDB com o PT, que se oficializou há uma semana, mas que já vinha sendo previsto há mais de um ano. “Muitos diriam que depois do rompimento não teria nenhum prefeito nos encontros, mas hoje existem aqui cerca de 30 prefeitos comprovando o apoio ao nosso partido e ao ministro Geddel”, afirmou Leur.

Segundo o parlamentar, foi o PMDB quem deu sustentação para que Wagner se tornasse governador em 2006, mas a direção do atual governo fez com que os partidos seguissem caminhos distintos. “Esse governo atual não é o que sonhamos para Bahia. O discurso de hoje é o da esperança. É o de levar Geddel a governador da Bahia. Com orgulho e com amor, Geddel governador, conclamou”, afirmando que o PMDB estava em seu sangue.

To Top
%d blogueiros gostam disto: