Meio Ambiente

Operação Rastros de Fogo combate comércio ilegal de carvão vegetal

Começou no dia 24 e se estendeu até 30 de agosto a operação Rastros de Fogo, realizada no Sudoeste e Oeste baianos, nas cidades de Guanambi, Bom Jesus da Lapa, Riacho de Santana, Igaporã e Cocos.

A operação é fruto da parceria entre a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), Instituto do Meio Ambiente (IMA), Ibama, Ministério Público, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.

Segundo o superintendente de Administração Tributária da Sefaz, Cláudio Meirelles, a fraude na comercialização de carvão vegetal é praticada de forma estruturada e organizada nessas regiões, tendo como principal destino as siderúrgicas instaladas no estado de Minas Gerais. “A ação fiscal se justificou pela necessidade de um acompanhamento mais apurado por parte do fisco e dos órgãos participantes, visando combater os ilícitos de natureza ambiental e fiscal nesses locais”, disse Meirelles.

Algumas das metas da operação Rastros de Fogo foram a intensificação da fiscalização nas áreas influenciadas pela fraude, coibir crimes de natureza ambiental e fiscal, identificar a ocorrência da utilização de documentos de arrecadação estadual falsificados, coibir a comercialização do carvão vegetal por contribuintes clandestinos, assim como aumentar a fiscalização de trânsito.

Agecom

To Top
%d blogueiros gostam disto: