Economia

Venda de carros usados começa a reagir

A recuperação do setor começa a surgir, conforme números de julho e agosto, quando o faturamento de diversas revendas em Salvador cresceu uma media de 15%.

Durante a crise econômica, atuar no mercado de carros seminovos foi duro para os empresários do setor, seja por causa das dificuldades em geral ou pela política de redução do IPI para veículos zero que causou uma corrida da população às concessionárias.

Uma série de fatores faz com que isto ocorra, segundo Associação dos Revendedores Independentes da Bahia (Assoveba). Entre eles, o fim da “coqueluche” da queda do IPI, o aquecimento da economia e maior confiança do consumidor de que a crise está no fim, além do estoque de usados em baixa, o que faz o preço destes carros cair substancialmente. 

Agora, até mesmo as concessionárias anunciam compra de usados mesmo que o cliente não queira usar o veículo para financiar um zero, pois o pagamento sai à vista e na hora. Estes fatores estão incentivando cada vez mais as compras, uma vez que a burocracia de financiamento também é menor.

Mas nem tudo são flores. Segundo os empresários, ainda há pouca atratividade no financiamento do carro usado, uma vez que os juros desta transação são maiores que as do carro zero, que ainda incluem negociações quando o cliente dá entrada em dinheiro ou com um usado. Mas a expectativa é que quando a política de queda do IPI acabar, o quadro melhora.

To Top
%d blogueiros gostam disto: