Polícia

Salvador – Bandidos agora ameaçam atacar as delegacias de polícia

Depois dos sucessivos ataques aos módulos da Polícia Militar e incendiar ônibus, agora é a vez da Polícia Civil reforçar a segurança nas delegacias, já que as unidades estão sendo ameaçadas de invasão pelos bandidos.

O secretário de Segurança Pública, César Nunes, confirmou durante uma coletiva à imprensa, que desde quarta-feira circulam boatos de que quadrilhas fortemente armadas planejam invadir à noite algumas delegacias de Salvador. “De posse dessas informações, todo o policiamento foi reforçado e as delegacias foram comunicadas da possibilidade desses atentados”, disse. 

Embora o secretário não tenha fornecido detalhes sobre um possível atentado, uma fonte da secretaria contou que na quarta-feira uma mulher procurou a polícia para informar que o filho, custodiado na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), corria risco de morte.

“Ela foi informada pelo outro filho (detento do Presídio Salvador) de que traficantes planejavam libertar comparsas. Temendo que numa invasão ao xadrez da DRFR o filho pudesse morrer durante um confronto, ela resolveu alertar”, contou a fonte. Agentes do Serviço de Investigação da unidade e do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) teriam sido acionados para dar apoio à delegacia.

Na quinta à noite, policiais prenderam três homens que teriam participado do ataque ao módulo do Largo do Tamarindeiro, no mesmo dia. Jamilson Pereira dos Santos, 24, José Cláudio da Silva, 30, e Robernilson de Oliveira, 40, foram surpreendidos quando comemoravam o ataque ao módulo. “A festa era regada a muita cerveja, churrasco e cocaína”, contou um agente.

Presos suspeitos dos atentados em Águas Claras

 

Foram presas pela Policia Militar, na tarde deste sábado (12), em Cajazeiras, mais cinco pessoas suspeitas na participação dos atentados a ônibus e unidades policiais no bairro de Águas Claras, na sexta-feira (11). As identidades dos acusados não foram reveladas.

Os homens derramaram produto inflamável e atearam fogo num coletivo, que fazia linha Pero Vaz-Lapa. Ninguém ficou ferido, mas algumas casas próximas ao local tiveram pequenos estragos. Todos foram encaminhados à Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, nos Barris.

To Top
%d blogueiros gostam disto: