Economia

Bahia deve ganhar câmara setorial do sisal

O secretário estadual de Agricultura, Roberto Muniz, declarou durante a abertura do 1º Congresso Internacional de Fibras Naturais em Salvador que a Bahia deverá ganhar uma Câmara Setorial do Sisal até o final do ano.

O plano faz parte do esforço estadual de fortalecer a cultura da fibra, produto no qual a Bahia é grande especialista e líder nacional em produção. Segundo o secretário, a manutenção de políticas para a cultura sisaleira corresponde a sustento para milhares de trabalhadores e, por isso, não pode ser ignorada.

“Quando falamos de sisal estamos falando de 35 mil famílias de agricultores que vivem desta cultura que tem grande impacto social e ambiental”, comentou. Muniz argumentou que a Bahia usa apenas 5% do seu sisal e, por isso, precisa aproveitar melhor o que é produzido e também a relação com o mercado externo, que no Brasil basicamente é alimentado pelo estado.

A melhoria das máquinas para alavancar a qualidade da produção é de fundamental importância, argumenta o secretário. “Precisamos de máquinas modernas que, além de garantir a segurança do agricultor, assegure também produtividade e qualidade”, disse. Muniz explicou que estes equipamentos deverão ser adquiridos de empresas estrangeiras que possuam a tecnologia necessária para os produtores baianos.

No mesmo evento, o secretário de Agricultura anunciou o lançamento do Plano Safra para ainda este mês. O sisal, segundo ele, é uma das culturas prioritárias no programa que fornece crédito assistido e assistência técnica aos trabalhadores.

To Top
%d blogueiros gostam disto: