Polícia

Briga por mulher termina em tragédia

Após discussão, dois homens brigam até a morte em comunidade rural de Guaratinga, no sul da Bahia. Confronto foi muito violento.

GUARATINGA – Uma paixão platônica por uma mulher levou dois homens a um duelo sangrento. Armados com peixeiras, machado e revólver, os dois acabaram morrendo em violento confronto.

O episódio, ocorrido na manhã deste domingo (13), deixou chocada a sossegada comunidade rural de Monte Alegre, a 42 quilômetros de Guaratinga, no extremo Sul da Bahia.

Segundo testemunhas, os trabalhadores rurais José Carlos Rodrigues dos Santos, 30 anos, e Jurandir Regino da Silva, 42, abatiam gado em um curral e começaram a discutir. 

Dois ajudantes ficaram apavorados e fugiram. De acordo com eles, houve muitos gritos. Minutos depois, ouviu-se um tiro de revólver e veio o silêncio. Quando voltaram ao local, as testemunhas encontraram os dois mortos, caídos um ao lado do outro.

Segundo a polícia civil, o corpo de Jurandir apresentava, pelo menos, oito perfurações de faca. José Carlos tinha um corte profundo causado por um golpe de machado e um tiro de revólver na cabeça. Ainda de acordo com informações preliminares da polícia, Jurandir teria desferido uma machadada nas costas de José Carlos, que revidou esfaqueando seu inimigo nas pernas, peito e pescoço.

O delegado Alberto Passos de Melo, titular da Delegacia de Guaratinga, acredita que José Carlos teria se matado um tiro na cabeça após perceber que Jurandir estava morto. O revólver foi encontrado ao lado dele. 

Moradores disseram que por conta da disputa pelo amor da mulher, que ainda não foi identificada, a relação de Jurandir e José Carlos, duas pessoas que sempre se dedicaram ao trabalho, ficou estremecida e que um desfecho trágico já era previsível. 

A mulher, o pivô do duplo homicídio, era casada com Jurandir, com quem teve dois filhos. Após o rompimento, ela passou a manter uma relação extraconjugal com José Carlos, que era casado e tinha três filhos. Jurandir nunca aceitou o rompimento. 

O delegado Alberto Passos de Melo qualifica o duplo homicídio como passional, quando é motivado por paixão. A ouvida das testemunhas será nesta segunda-feira (13). Os corpos foram removidos do local e encaminhados para exames cadavéricos no Instituto Médico Legal de Porto Seguro.

Notícia do Jornal Radar

To Top
%d blogueiros gostam disto: