Cultura

V. da Conquista – Abertura do Festival é marcada por grandes canções

A primeira noite da sétima edição nacional do Festival de Música da Bahia, que ocorreu nesta quinta-feira (24), teve este reflexo da atmosfera de um festival competitivo.

As apresentações tiveram início com o grupo feminino Chita Fina, de Salvador. Às 21h, o samba de roda, do mesmo nome da banda do Recôncavo baiano, invadiu o palco seu com gingado. Em seguida, Bilora, de Mina Gerais, encantou a platéia com a canção “Vazante”, e Zebeto Correia, também mineiro, trouxe “Moinhos de Vento”, embalando o público.

Seguindo a diversidade de melodias, Luisa Meirelles, da capital baiana, cantou o ijexá “O Menino da Casa Amarela”. O primeiro candidato de Vitória da Conquista, Graco Lima Jr., foi o próximo, com a canção “Um Beija-flor me Avisou”. De São Paulo, “Estrela, Ainda” foi interpretada pela cantora e compositora Leilah Dias. Com a sétima apresentação da noite, o Grupo Voz impressionou o público com a precisão vocal e instrumental de “Dia Irá Chegar”.

Brasília foi representada por Mongol, que interpretou “Oração de Ateu”. Mais um candidato de Minas Gerais, Marinho San, trouxe a canção “Luz”. Da cidade de Lauro de Freitas, a baiana Aiace Félix surpreendeu com a bela interpretação “Noite”. As últimas apresentações do primeiro dia do Festival ficaram a cargo de Paulo Gabiru, de Bom Jesus da Lapa, para cantar “Prece, Viola e Canção” e do soteropolitano Gilton Della Cella, que interpretou “Caminhoneiro”.

Os escolhidos

Diante de tamanha qualidade artística e musical dos candidatos que se apresentaram nesta noite, a equipe de jurados teve a difícil tarefa de escolher seis finalistas. Foram eles: Banda Chita Fina, Zebeto Corrêa, Grupo Voz, Mongol, Aiace Félix e Paulo Gabiru.

Na sexta-feira, 25, mais 12 semifinalistas se apresentam no palco do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima: Edinho Queirós com “Vovó África”; David Duarte com “Já Parou pra Pensar”; Maviael Melo com “Mané, Maria e Luar”; Juliana Lameiras com “Sonho”; Papalo Monteiro veio de “Brasil Bonito, Povo Abonitado”; Walter Dias cantou “Setembro”; Ito Moreno interpretou “Esse Fogo Chamado Desejo”; Zé Alexandre mostrou “Terra Mãe – Terra Pai”; Vytória Rudan e Duo3 com “Silêncio”; Djalma Chaves, “Santo Milagreiro”; Alisson Menezes, “Coração Passarinheiro”; e Adeildo Vieira fechou a noite com “Quem Espera”.

O Festival de Música da Bahia é uma iniciativa do Movimento Artístico e Cultural de Vitória da Conquista (MAC), em parceria com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e com a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista. O patrocínio é da Petrobras

To Top
%d blogueiros gostam disto: