Economia

Região de Vitória da Conquista pode ser a nova Zona Turística da Bahia

Vitória da Conquista e região discutirá as potencialidades do sudoeste baiano para o turismo. A nova região englobaria 20 municípios.

Vitória da Conquista – Para discutir as potencialidades turísticas da região sudoeste, a Secretaria de Turismo do Estado (Superintendência de Investimentos de Pólos Turísticos), a Bahiatursa (Diretoria de Serviços Turísticos) e o Sebrae vão realizar, nesta quarta-feira (dia 30) em Vitória da Conquista, na Casa Regis Pacheco, um seminário com empresários e técnicos do setor. Na ocasião, deverá ser definida a criação de uma nova Zona Turística da Bahia.

Zona turística

Não é nenhum município litoral de belas praias, cachoeiras, riachos e grutas, mas Vitória da Conquista, distante 509 quilômetros de Salvador, com mais de 300 mil habitantes e cerca de 1 milhão em torno de sua região, tem um potencial econômico e de negócios mais dinâmico do Nordeste e quer ser incluída como mais uma Zona Turística da Bahia se somando às 13 já existentes.

Há tempos, a cidade e prefeituras vizinhas discutem idéias e apresentam sugestões para preencher todos os requisitos e exigências a fim de que o Governo do Estado e o Ministério do Turismo reconheçam e aprovem mais esse título merecido.

A princípio, a nova Zona Turística englobaria 20 municípios que giram em torno de Conquista, incluindo Itambé, Itapetinga, Anagé, Brumado, Caetité, Guanambi, Ituaçu, Poções e Iguaí, mas com um raio de ação bem mais amplo. Como atrativos, esses municípios têm uma imensa riqueza natural e um patrimônio artístico, arquitetônico e cultural dos mais valiosos.

Nesse encontro de quarta-feira serão discutidos vários temas que vão gerar um documento final, contendo o pleito e apontando as propostas essenciais para atender as qualificações de uma Zona. Um dos primeiros itens é fazer o levantamento do inventário de cada município envolvido.

A implantação urgente de um novo aeroporto para Conquista, de um centro de convenções e expansão da rede hoteleira da cidade são os itens de maior necessidade. Os agentes estão certos da importância dessa nova Zona Turística e acreditam que se pode chegar lá com o potencial natural e econômico que se apresenta.

Leia mais na Agência Sebrae

To Top
%d blogueiros gostam disto: