Economia

9ª Feira Baiana de Negócios começa hoje em Jacobina

Feira será realizada de 1º a 4 de outubrono no município de Jacobina, dando dinamismo a economia da Chapada Norte baiana.

Turismo, agronegócio, varejo, artesanato, mineração. Uma diversidade de atividades econômicas vai marcar mais uma edição da Feira Baiana de Negócios da Chapada Norte, no município baiano de Jacobina, situado na região noroeste da Bahia, no extremo norte da Chapada Diamantina.

A 9ª Feban será realizada de 1º a 4 de outubro, no Casarão do Forró de Jacobina. Promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas e Associação Comercial e Industrial de Jacobina, com apoio do Sebrae/BA e Governo do Estado, o evento multissetorial tem a expectativa de atrair 45 mil visitantes e uma estimativa de negócios da ordem de R$ 1 milhão.

São 90 expositores de diversos ramos que estarão estimulando o intercâmbio empresarial e gerando oportunidades de negócios. “A Feban fomenta o empreendedorismo na região”, diz o coordenador da regional Chapada Norte do Sebrae/BA, Geronílson Ferreira. Segundo ele, vários segmentos de atuação da Instituição estarão presentes na feira. “Todos estarão reunidos num mesmo ambiente, onde cada um terá seu espaço próprio para negociar seus produtos”.

Os derivados de cana-de-açúcar de Abaíra, com destaque para a famosa cachaça que leva o nome da cidade, que hoje é referência no País, mais uma vez participarão da Feira. Geronílson lembra que, depois de participar do evento no ano passado, a Cachaça de Abaíra começou ser comercializada nas gôndolas dos supermercados da região. “Houve a oportunidade do contato entre os produtores e os empresários de supermercados da região e o acordo foi fechado. Na Feban, geram-se grandes negócios e os resultados são excelentes”.

Outros produtores vinculados a projetos do Sebrae/BA também estarão presentes, como o de derivados de mandiocultura de Conceição de Coité e de Caém, artesanato de sisal de Valente, de palha de ouricuri de Itaberaba, e em cerâmica de Andorinha, além da tecelagem de Paulo Afonso, floricultura de Bonito e Morro de Chapéu, e rochas ornamentais de Ourolândia. “É uma chance de divulgar produtos de qualidade desconhecidos pela comunidade de Jacobina”, diz Geronílson.

A multissetorialidade, na opinião do coordenador do Sebrae/BA, é um importante diferencial da Feban. “No interior, os eventos são mais específicos”, comenta. Para ele, a feira de negócios de Jacobina é uma eficiente ação para ampliar o mercado de micro e pequenos empresários.

Sebrae Bahia

To Top
%d blogueiros gostam disto: