Polícia

Nova Viçosa – Casal é amordaçado e torturado até a morte

Aparentemente, crime tem relação com o tráfico de drogas. A polícia suspeita que a mulher fora torturada para que o marido confessasse algo.

Um casal foi abordado dentro de casa por um grupo de homens, dominado, amordaçado, alvejado por choque elétrico, esfaqueado até a morte e o homem da dupla ainda recebeu três tiros e várias facadas. E a mulher foi vitimada também por facadas, além de fortes queimaduras pelo corpo provocadas por choques elétricos.

As vítimas foram Namor Souza Bonfim, 54 anos, natural de Nanuque/MG, e sua esposa Aliedina Santos André, 24 anos, natural de Caravelas/BA. O casal morava na Rua Projetada no bairro Invasão na cidade de Nova Viçosa.

Quando o delegado Samuel Martins e o perito criminal Manoel Garrido chegaram ao local, encontraram os corpos dilacerados por golpes de faca e sinais aparentes de tortura. A mulher foi encontrada dentro de casa com as mãos amarradas para trás, com a boca amordaçada, com o corpo transmitindo choque elétrico porque o mesmo fio elétrico que estava amarrado em seu braço com a ponta descascada em contato com sua pele, ainda estava com sua ponta final introduzida numa tomada de energia, além do seu corpo ter apresentado vários golpes de faca na barriga e nas costas.

Já o homem que também apresentava sinais de tortura no corpo por colisão elétrica, já foi encontrado ao lado de uma casa em construção nas proximidades da sua residência, também esfaqueado em várias partes do corpo, um golpe que quase lhe provocou o seu total degolamento e diversas perfurações de peixeira repetidas numa mesma região da nuca, além de dois tiros no tórax e clavícula.

Segundo o perito criminal Manoel Garrido, que promoveu os exames de criminalística legal na localidade do duplo homicídio, ficou característico que tratou se uma execução por tortura, quando os matadores queriam antes de matar, forçar especialmente o homem a confessar algo, tendo em vista que só a mulher foi amordaçada e teve os braços amarrados para trás por fios de tomada.

Para o perito, eles torturaram primeiro a mulher numa forma de pressionar o marido a contar ou entregar alguma coisa, tanto que ela foi amarrada e amordaçada, tendo sofrido várias queimaduras por choques elétricos e levado facadas na barriga e nas costa com pressão dos matadores. O marido teria conseguido escapar e corrido, mas teria sido alcançado nos arredores da casa em construção onde teria tentado se refugiar, no entanto, acabou morto a facadas e a tiros.

Nos exames de necropsia na manhã deste sábado (24/10) no IML – Instituto Médico Legal do Departamento de Polícia Técnica em Teixeira de Freitas, a equipe da médica legista Márcia Cunha, constatou as queimaduras por eletroplessão e golpes de faca nas vítimas, além de três perfurações por arma de fogo no homem. Namor levou 6 facadas, sendo que na lesão da nunca ele recebeu 5 golpes no mesmo local, e a sua esposa Aliedina, foi morta com 8 facadas na barriga e nas costas..

O delegado Samuel Martins do município de Nova Viçosa, disse que a vítima Namor Souza Bomfim, 54 anos, era considerada na cidade pela Polícia Civil como traficante, onde sempre conseguiu driblar as forças policiais com suas ações no tráfico de drogas, usando sempre a mulher Aliedina Santos André, 24 anos, como cúmplice. Na casa das vítimas a polícia cientifica localizou uma pequena quantidade de maconha.

Na noite do duplo assassinato em Nova Viçosa (22/10), vizinhos disseram que viram um Gol Preto, de 4 portas, com placas de Nanuque/MG., com 4 homens a bordo, rondando a casa das vítimas, e após o assassinato de Namor, quando os estampidos dos tiros foram escutados, vizinhos perceberam que 4 homens deixavam o local do delito e embarcavam no referido Gol Preto para a fuga.

Com informações do Teixeira News

To Top
%d blogueiros gostam disto: