Política

Collor indenizado por danos morais

O senador e ex-presidente Fernando Collor de Melo (PTB-AL) receberá da Editora Abril e do jornalista Roberto Civita R$ 30 mil de indenização, por danos morais.

A decisão foi tomada pela 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. Collor entrou com a ação em 2004, depois de ter sido chamado de corrupto pela revista Veja. Na reportagem, ele e mais cinco pessoas são acusados de atuarem no “Esquema PC”.

A desembargadora Nanci Mahfuz, relatora do processo, destacou que mesmo que assegurada a liberdade e afastada a censura aos meios de comunicação, a imprensa não pode emitir comentários e opiniões que atinjam a honra das pessoas.

“É bem verdade que o autor se viu envolvido em fatos que causaram grande repercussão e comoção pública, mas foi ele absolvido pelo Judiciário. Ainda que seja por falta ou invalidade das provas, não pode a imprensa substituir o poder competente para julgá-lo, tratando-o como corrupto”, escreveu a desembargadora em um trecho do seu voto.

Do Jornal do Commercio

To Top
%d blogueiros gostam disto: