Educação

Conferência Estadual de Educação reúne 1,5 mil participantes

O evento, realizado na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, acontece até o dia 28 deste mês, sob o tema “Construindo o Sistema Nacional Articulado de Educação: O Plano Nacional de Educação, Diretrizes e Estratégias de Ação”.

Construir coletivamente as diretrizes para um ensino de qualidade. Este é objetivo da 2ª Conferência Estadual de Educação (Coeed), que teve início nesta quarta-feira (25), com as presenças do governador Jaques Wagner, do secretário executivo do Ministério da Educação, Francisco das Chagas, do secretário de Educação, Osvaldo Barreto, entre outras autoridades.

No total, 1.500 participantes – entre estudantes, professores, gestores educativos e representantes de movimentos sociais – dos 417 municípios baianos discutem a melhoria da educação básica, profissional e superior.

“É a conferência com maior participação social do Estado. Daqui sairão as propostas a serem levadas para a Conferência Nacional de Educação, através de debates integrados sobre temas centrais para o desenvolvimento da educação baiana e nacional”, afirmou Osvaldo Barreto.

A Conferência Nacional, que será realizada em Brasília, acontece entre os dias 28 de março e 1º de abril de 2010. Nela, serão discutidos dois pontos centrais: o plano e o sistema nacionais da educação brasileira.

“Por isso, as etapas estaduais são de fundamental importância para o êxito do evento em escala nacional. São as propostas de cada estado sendo levadas numa ação conjunta em prol da educação”, comentou Chagas.

Escola Parque

Na ocasião, o governador inaugurou a reforma da Escola Parque, sede da Coeed 2009. Foram realizadas intervenções em toda a estrutura da unidade de ensino, como o pavilhão de artes, sala de informática, refeitório, quadras poliesportivas, ginásio, teatro, biblioteca e salas de aulas.  “Uma reforma de mais de R$ 1 milhão, numa escola de referência de ensino na Bahia, criada pelo renomado educador baiano Anísio Teixeira”, pontuou Wagner.

Ele lembrou que a recuperação da escola integra um amplo conjunto de ações em favorecimento da educação baiana, a exemplo do Topa (Todos Pela Alfabetização), que já alfabetizou 460 mil baianos, e do curso de formação oferecido a 18 mil professores estaduais. “Estamos realizando, também, uma grande ação de estruturação em 657 escolas da rede estadual de ensino, com investimentos de R$ 50 milhões, para preparar as unidades para o ano letivo de 2010”, enfatizou Barreto, ressaltando que todas as 1640 escolas estaduais da Bahia estão recebendo a atenção do Governo do Estado.

Agecom

To Top
%d blogueiros gostam disto: