Política

PMDB anti-Dilma vai lançar Requião ao Planalto esta semana

O Palácio do Planalto trabalha para desarticular a rediviva do movimento a favor da candidatura própria do PMDB, que deve lançar na próxima terça-feira o nome do governador do Paraná, Roberto Requião, como pré-candidato à Presidência da República.

Articulada pelo governador de Santa Catarina, Luiz Henrique (SC), pelo ex-governador Orestes Quércia (SP), pelo ex-deputado Paes de Andrade (CE) e pelo ex-ministro de Assuntos Estratégicos Mangabeira Unger (RJ), a candidatura é encarada como uma espécie de linha auxiliar da oposição. Requião faz parte da lista dos amigos difíceis do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A reunião será uma tentativa de melar o acordo da cúpula do PMDB com o PT, empenhada em acertar os ponteiros nos estados para viabilizar a convivência das duas legendas na campanha da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT).

Encabeçada pelos caciques da legenda no Congresso – os presidentes do Senado, José Sarney (AP), e da Câmara, Michel Temer (SP), e pelos líderes nas duas Casas, senador Renan Calheiros (AL) e deputado Henrique Eduardo Alves (RN) -, a ala governista sedimenta a aliança com o PT graças à coalizão de governo com Lula.

Como a turma que gostaria de apoiar um candidato de oposição não tem força para reverter essa tendência, resolveu reerguer a velha bandeira da candidatura própria. Requião agarrou-a com as duas mãos para entrar no jogo da sucessão de 2010.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: