Economia

Abelhas são inspiração para artesanato no sul da Bahia

Abelhas de pelúcia e outros objetos divulgam a produção de mel do sul da Bahia na Fenagro, em Salvador, o maior evento do agronegócio do Norte-Nordeste

A apicultura em Eunápolis, no Extremo Sul da Bahia, além de ser uma atividade que gera ocupação e renda na região, também tem inspirado mulheres artesãs na criação de peças exclusivas. As abelhas operárias dos apiários da Associação dos Apicultores de Eunápolis (Assoape) serviram de inspiração para a produtora e agora também artesã Célia Araújo.

Ela faz abelhas de pelúcia de vários tamanhos, abelhas em biscui e objetos para casa com imagem das abelhas, como porta canetas, chaveiros, imã de geladeira e porta-jóias.

O sucesso do artesanato inspirado nas abelhas começou em uma Feira de Eunápolis e se consolidou durante o Congresso Nordestino de Apicultura e Meliponicultura, de 4 a 6 de novembro, em Salvador, e agora pode ser encontrado até domingo (6) na 22ª edição da Feira Internacional da Agropecuária, a Fenagro, no Parque de Exposições de Salvador.

A expectativa dos organizadores é que este ano a Fenagro, em sua 22ª edição, receba cerca de 300 mil visitantes. São mais de mil expositores, vindos de 17 estados do Brasil, além de representantes de 13 outros países. A participação da Associação dos Apicultores de Eunápolis na Fenagro é uma das ações do Sebrae/BA, que disponibilizou os 130 m² de área do evento para beneficiar vários projetos, como de ovinocaprinocultura, artesanato, apicultura, cafeicultura e derivados de cana.

Além do artesanato, a Associação dos Apicultores de Eunápolis, que reúne 33 produtores, também levou para a Fenagro 30 kg de mel em saches e bisnagas de 250, 280 e 500 gramas e mais de 1 kg. O gestor do projeto APIS Extremo sul da Bahia, Paulo Andrade, explica que já está planejando a realização de consultorias e oficinas criativas para que as apicultoras aprendam a diversificar a produção e transformar o artesanato como mais uma alternativa de renda.

“Queremos fomentar a produção do artesanato com o uso da imagem das abelhas e também na produção de valas, isso vai ajudar a divulgar a apicultura. Além das apicultoras, que são em grande número neste setor, também vamos envolver as mulheres dos apicultores na produção deste artesanato”, destaca Paulo Andrade.

Informações da Agência Sebrae – BA

To Top
%d blogueiros gostam disto: