Cultura

Cenário do interior baiano inspira jornalistas a vencerem o Prêmio Esso

Pela primeira vez nos 54 anos do Prêmio Esso – o mais prestigioso e tradicional concurso da imprensa brasileira – um jornal do Norte e Nordeste tem um trabalho escolhido como o melhor do País. O caderno especial Os Sertões, publicado em 9 de agosto deste ano pelo Jornal do Commercio, faturou a principal honraria da noite, o Prêmio Esso de Jornalismo.

Os textos são da repórter especial Fabiana Moraes e do repórter do Caderno C Schneider Carpeggiani. A mesma reportagem foi ainda considerada a melhor produção gráfica entre todos os concorrentes de 2009, um trabalho da designer Yana Parente e do editor de Arte Bruno Falcone. E não foi só. Também é do JC a melhor fotografia produzida na imprensa brasileira, Fome, de autoria de Arnaldo Carvalho, editor-assistente de Fotografia e da agência JC Imagem.

O Jornal do Commercio, ao vencer nas três categorias nacionais, bateu concorrentes do porte da Folha de S.Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo, Zero Hora e revista Época, entre outros. Os vencedores foram anunciados na noite desta terça-feira (8), em cerimônia realizada no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

Surpresa com a honraria recebida, a grande vencedora da noite, Fabiana Moraes, destacou a importância do prêmio e defendeu o jornalismo impresso em tempos de internet. “Estou sem palavras… Mas acho que o importante é mostrar que o jornalismo impresso ainda pode fazer a diferença e fará por muito tempo. Em época de queda do diploma, internet e das várias ferramentas que existem hoje, mostramos que o jornal merece respeito. Não podia estar mais contente”, comentou.

Repórteres mostraram a realidade do sertão

 

Um detalhe importante é que o trabalho de Fabiana e Schneider tinha sido inicialmente apontado entre os finalistas do Prêmio Esso Regional Nordeste, por ter sido publicado por um jornal de circulação regional. Mas foi destacada pela comissão julgadora para figurar como o melhor trabalho jornalístico produzido ao longo de 2009, entre todos os 1.091 candidatos que se inscreveram no concurso. O prêmio regional ficou com o Diario de Pernambuco, pelo especial Quilombolas, os direitos negados de um povo.

O caderno tinha 24 páginas coloridas e fotografias que destacavam os personagens dessa releitura do clássico Os Sertões, de Euclides da Cunha.

A foto Fome foi publicada no especial Feridas abertas da fome, em setembro de 2008, em homenagem ao centenário de Josué de Castro. O especial desencadeou uma onda de solidariedade e transformou a realidade de alguns dos retratados.

Com informações do JC Online

To Top
%d blogueiros gostam disto: