Saúde

Itabuna – Remédios ficam estocados e vencidos, mas faltam nos postos

O secretário da Saúde de Itabuna, Antônio Vieira, não conseguiu explicar ao Conselho Municipal de Saúde (CMS), a origem de tantos medicamentos vencidos estocados no Centro de Controle de Zoonoses. Foi durante a a reunião de hoje do colegiado. Mas ele bem que tentou.

A principal explicação de Vieira foi que muitos dos medicamentos alvos da denúncia do ex-chefe da zoonoses, Nailton Almeida, vieram por meio de doações de outros municípios a Itabuna. Outra quantidade teria sido devolvida por usuários nos postos de saúde, além das apreensões em farmácias.

“Foi uma explicação que não convenceu o conselho. Vê-se que foi uma planilha criada de última hora, embora isso não determine a sua veracidade. E é essa certeza que vamos investigar, rastreando todos os lotes, entrevistando os supostos doadores e analisando as notas fiscais”, observa o sindicalista João Evangelista, membro da comissão.

Uma peça-chave para elucidação do mistério dos medicamentos escondidos é o testemunho do próprio denunciante, Nailton Almeida. A comissão vai entrevistá-lo para confrontar suas informações com as da SMS. “Por enquanto são apenas denúncias, mas nosso papel é investigar”.

Já a presidente do Conselho, Graça Souza, diz que fica sentida porque muitos medicamentos da lista de Vieira estavam em falta nos postos. “Esse ano faltaram medicamentos de uso continuado, como Captopril, para hipertensão. O próprio secretário nos mostra que uma boa quantidade desse remédio se perdeu sem que a população tivesse acesso”.

Informações do Pimenta na Muqueca

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: