Polícia

Bezerros (PE) – Morte do dono de rádio: Governador quer apuração do crime

O governador Eduardo Campos (PE) abriu a sua agenda desta terça-feira (15), para prestar as últimas homenagens à família e aos amigos do comunicador e empresário José Givonaldo Vieira, assassinado ontem (segunda-feira), na cidade de Bezerros, Agreste do Estado.

Acompanhado pelo secretário de Articulação Social, Waldemar Borges, Eduardo participou de uma homenagem na Câmara dos Vereadores da cidade. Depois, seguiu em cortejo até a Paróquia de São Sebastião para uma missa de corpo presente. “Estávamos aqui em Bezerros com três meses e meio sem homicídios, ou seja, estávamos vencendo a escalada da violência. E agora vem um fato terrível como esse. É preciso ser exemplar nessa apuração e na punição dos responsáveis”, disse Eduardo Campos. 

Em entrevista, o governador comentou que o assassinato do comunicador da Rádio Bezerros FM e proprietário do jornal Folha do Agreste é um atentado também à liberdade de Imprensa.

Apuração do crime

O diretor de operações da Polícia Civil, Osvaldo Moraes, foi enviado à cidade ainda ontem e comanda pessoalmente as investigações, que correm sob sigilo.

Além dele, duas delegadas do Departamento de Homicídios e Proteção às Pessoas, além do delegado de Bezerros, Leidemar Bezerra, também acompanham o caso. “Sabemos que foi um crime cometido por profissionais, por pistoleiros contratados”, adiantou Moraes que acompanha as diligências realizadas pelo serviço de inteligência da Polícia Civil:

Patrimônio


Além do jornal e da rádio, onde comandava o programa Bezerros Comunidade, Givonaldo mantinha a Pousada das Artes e a banda Cowboys do Nordeste. Testemunhas contam que Vieira teria sido abordado por dois rapazes que teriam chegado num Gol de cor prata e dispararam vários tiros. Os disparos atingiram a vítima na porta da rádio. O empresário chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Com informações do Blog da Folha

To Top
%d blogueiros gostam disto: