Política

Marina lança candidatura e critica Dilma

Em convenção realizada neste sábado (19), em São Paulo, o PV (Partido Verde) lançou politicamente a candidatura à Presidência da senadora Marina Silva (AC). Ela criticou a postura do governo Lula na reunião do clima, em Copenhague, e a escolha da ministra, Dilma Rousseff, como chefe da delegação.

A definição oficial de qualquer candidatura só poderá ser feita no próximo ano. “A decisão política já existe, o processo legal e formal será feito no ano que vem”, disse Marina. O encontro do partido também serviu para referendar a entrada de aliados da senadora na direção da sigla. “Há uma decisão de ter candidatura própria e eu me sinto honrada de ser apontada pelo PV.”

Marina, que participou da reunião do clima em Copenhague, criticou em vários momentos a postura do Brasil no encontro, em especial as declarações de Dilma sobre a proposta de que o país contribuísse com US$ 1 bilhão para um fundo de combate à mudança climática. A ministra da Casa Civil declarou que o valor “não faz nem cosquinha”.

Questionada pelos jornalistas, Marina disse que a escolha de Dilma como chefe da delegação brasileira foi “legítima”, mas completou: “Agora, o processo negocial não poderia ficar submetido a uma lógica política da conjuntura do nosso país, porque o que estava em jogo era muito maior”.

Para a senadora e pré-candidata do PV, os ministros Celso Amorim (Relações Exteriores) e Carlos Minc (Meio Ambiente) “eram aqueles que poderiam entrar no mérito da negociação para que a gente pudesse de fato fazer a diferença”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: