Polícia

Em entrevista, diretor diz que 2009 será ano de modernização no Detran-Ba

À frente de um dos órgãos mais solicitados do Estado, o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba), Adriano Romariz faz um retrospecto dos seus principais desafios e conquistas em quase um ano de gestão.

O advogado, de 37 anos, e com vasta experiência em administração pública, conseguiu implementar ações que visassem a modernização do órgão e a excelência no atendimento aos usuários, além de alavancar a cada dia a inter-relação entre os funcionários.

Ascom/Detran – Em resumo, quais foram as metas alcançadas em 2009 que fizeram o DETRAN-BA avançar no quesito modernização?

 

Adriano Romariz – Conseguimos diminuir expressivamente o tempo de atendimento ao cidadão, aliado à prestação de um serviço de qualidade. Investimos forte em capacitação pessoal. As campanhas também tiveram uma missão significativa. Conseguimos chamar a sociedade baiana para lutar por uma causa nobre que é a preservação da vida.    

Ascom – Podemos dizer que este ano foi marcado por transformações na estrutura física do órgão?

 

A. R – Sim. Os setores de habilitação e veículos receberam a implantação do modelo SAC de atendimento proposto pela Secretaria da Administração (Saeb). Para tanto, foram iniciadas as obras para implantação da Central de Atendimento Generalista que vai disponibilizar em um mesmo espaço físico os serviços de habilitação de condutores e cadastro de veículos, através de atendentes generalistas, prestando os serviços de forma mais ágil e eficiente. Além das reformas nas Ciretrans e implantação de projetos de sinalização no interior do Estado.

Ascom – Como o senhor pode avaliar a atuação do órgão no interior do Estado?

 

A.R – Fizemos grandes obras. Acredito que a organização do trânsito das cidades foi uma meta muito importante a ser cumprida.  Investimos cerca de R$ 3 milhões de reais e beneficiamos mais de um milhão de pessoas dos municípios de Brumado, Ipirá, Salinas da Margarida, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso, Alagoinhas, Bom Jesus da Lapa, Itapetinga, Central, Itaberaba, Jequié, Maragojipe, Juazeiro, Senhor do Bonfim e Campo Formoso, através da implantação de projetos de sinalização. Alguns municípios foram contemplados com imóvel próprio para instalar as respectivas Ciretrans, proporcionando à população e principalmente aos seus funcionários mais conforto e praticidade. Foram elas, a 14ª Ciretran/ Euclides da Cunha – um investimento de R$ 95.733,99; a 18ª Ciretran/ Brumado (R$ 95.605,48) e a 10ª CIRETRAN/Barreiras (R$ 108.789,28). Ainda nos serviços de infra-estrutura, destaca-se a reforma realizada na Regional de Trânsito (Retran) de Medeiros Neto. Realizamos três leilões de veículos apreendidos em diversas Ciretrans como Teixeira de Freitas, Itamaraju, Eunápolis, Irecê, Ipirá, Coité, Paulo Afonso, dentre outras. O número total de lotes chegou a 661. O objetivo não foi o de arrecadar recursos e sim quitar os débitos destes veículos com o Estado, cumprir o que determina o CTB e limpar o pátio das Ciretrans.

  

Ascom – Alguns serviços passaram a ser descentralizados e alguns setores foram criados. Quais foram eles?

 

A.R – O Salvador Shopping passou a prestar serviços de vistorias e cadastro de veículos com hora marcada. O DETRAN também levou as Juntas Médicas Especiais para Barreiras, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Juazeiro e Itabuna para facilitar o atendimento da avaliação pericial do portador de necessidades especiais. Criamos a Central de Registro de Contratos, onde o DETRAN–BA foi o pioneiro a oficializar os registros de contrato de financiamento de veículos nos novos moldes da Lei Federal 11.882 de 28/12/08 e Resolução nº. 320 de 09/06/09 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN); e ainda o setor de Combate e Apuração de Veículos Clonados que tem como missão atender e informar os usuários, instaurar processos administrativos e elaborar políticas de apuração para combate à clonagem. Desde seu surgimento, com a troca de informações já foram recuperados mais de 15 veículos, foram instaurados 130 processos administrativos e são atendidos entre quatro a seis pessoas por dia.

Ascom – O Sistema de Identificação Digital (SIDTECH) revolucionou a maneira como os Centro de Formação de Condutores (CFCs) controlavam a frequencia dos candidatos. O senhor acha que este projeto vai combater de forma eficaz, possíveis fraudes na emissão da Carteira Nacional de Habilitação?

 

A. R – O SIDTECH é um grande projeto. O sistema mantém uma ligação on-line do DETRAN com os CFCs, responsável pela monitoração da freqüência dos candidatos à 1ª habilitação, renovação, adição e mudança de categoria, no início, intervalo e final das aulas teóricas e práticas. O controle é muito rígido. Pretendemos combater, de forma mais eficaz, as possíveis fraudes na obtenção da CNH e consequentemente promover um trânsito mais seguro. Na região de Alagoinhas, 10 CFCs receberam a tecnologia; em Salvador, 67 e na Circunscrição de Feira de Santana, cerca de 20 vão ser adaptados.

Ascom – Sabemos que o senhor também foi rígido em relação às punições para motoristas infratores. Como foi isso?

 

A.R – Os condutores infratores tiveram muitas surpresas. Instauramos 6.754 processos de Suspensão do Direito de Dirigir, penalizando um total de 4.769 condutores. Destes, 789 foram por motivo de embriaguez, motoristas flagrados em blitz de alcoolemia, desde a vigência da Lei Seca; Em relação àqueles que somaram 20 pontos na carteira, mais surpresa: o DETRAN já abriu quase dois mil processos.

Ascom E quanto à fiscalização de trânsito. Quais são as expectativas daqui para frente?

 

A.R – Realizamos blitz em parceria com a Polícia Militar, Secretaria da Fazenda e Prefeituras dos municípios. Os motoristas infratores que se segurem. Com o apoio desses órgãos vamos permanecer com as fiscalizações na capital e interior do Estado. Para tanto recebemos 150 etilômetros, que já foram doados aos parceiros durante a Semana Nacional de Trânsito e duas novas viaturas vão ser entregues ao Esquadrão Águia.

Ascom – Falando na Semana Nacional de Trânsito. Como o senhor avaliou a repercussão deste grande evento esse ano?

 

A.R – Bastante positiva. A Semana Nacional de Trânsito foi um exemplo de que as crianças são os principais incentivadores de aspectos como respeito, tolerância e solidariedade no trânsito. Tivemos muitas novidades como o Detranzinho (novo mascote do órgão) e o CD “Cantando a Vida” de Edu Casanova. A programação da semana foi recheada de ações pedagógicas envolvendo as unidades escolares públicas e privadas, com apresentação de fantoches, oficinas de reciclagem, dentre outras. Após a Semana, ainda preparamos uma bela Caminhada de Consciência no Trânsito na Barra. O evento reuniu mais de 500 alunos da capital.  

Ascom – O que mais foi realizado pelo órgão no que diz respeito à educação para o trânsito?

 

A.R – Durante o ano inteiro realizamos comandos educativos, distribuindo panfletos contendo regras básicas de comportamento adequado no trânsito. O público-alvo destas ações ficava nas sinaleiras, shoppings e terminais rodoviário e marítimo. No carnaval, por exemplo, foram conscientizados um total de 37.488 pessoas, entre cidadãos e foliões. Durante a campanha de “Voltas as Aulas”, realizada nas mediações das escolas da rede pública e particular de ensino, foram abordados 25.000 condutores. O DETRAN também esteve nas micaretas realizadas no interior do Estado. No período junino, a Campanha “Não Deixe a Alegria Junina dar Chabu” foi um sucesso. Comandos foram realizados nos doze municípios que recebem mais turistas na época. Foi estimada abordagem a 270.000 pessoas. Tendo como tema “Quando dois não querem quatro não brigam”, os comandos foram realizados nos dias 24 a 27 de julho, com “Blitz Educativas” abordando 15.000 condutores, entre motoristas e motociclistas.

             

Ascom – O que foi feito pelos servidores do órgão? Eles são capacitados constantemente para fornecer um serviço de qualidade ao público?

 

A.R – A capacitação e o desenvolvimento do quadro de pessoal foi um dos motes de 2009. Foram realizados nove cursos, que abordaram assuntos distintos dentre eles Certificação em Ouvidoria, Medicina de Tráfego, Gestão Pública, Engenharia de Avaliações Imobiliárias, dentre outros, além de Workshops e palestras e ações sociais, como o Sociedade nos Bairros. A Escola Pública de Trânsito (EPTRAN) foi responsável pela capacitação de quase quatro mil alunos (processo de habilitação para aquisição da CNH). A EPTRAN também ofereceu curso de reciclagem para condutores infratores, Curso de Atualização de Condutores de Transporte Escolar, além do Curso de Emergência da Polícia Militar, uma antiga reivindicação dos policiais, responsável pela capacitação de 143 oficiais.

Ascom – E para 2010, já tem algum grande projeto em vista?

 

A.R – Certamente. O pontapé inicial já foi dado. Realizamos no último dia 15 de dezembro, a primeira reunião para a criação de um projeto no interior do Estado que pretende ampliar o acesso da população de baixa renda à 1ª habilitação, gratuitamente. Para tanto será formado um grupo de trabalho com representantes do DETRAN-BA e do Sindicato das Auto-Escolas e Centro de Formação de Condutores do Estado da Bahia (Sindauto). O DETRAN-BA vai pagar aos CFCs para ministrar as aulas a esses alunos. Ainda serão definidos pontos prioritários como critério de seleção, inscrições, parcerias, dentre outros. O intuito é que o programa beneficie a população que tenha a 1ª habilitação como um importante instrumento de inserção no mercado de trabalho. A Central Generalista, também estará em pleno funcionamento. Autorizamos ontem (17.12), a licitação de serviços de engenharia para implantação de sinalização de trânsito em diversos municípios. São eles: Itapebi, Alcobaça, Ibirapuã, Medeiros Neto, Lajedão, Nova Viçosa, Belmonte, Guaratinga, Jucuruçu, Itarantin, Brejões, Coaraci, Irajuba, Itapitanga, Nova Itarana, Vera Cruz, Capim Grosso, Cocos, Quixabeira e Caculé. As obras serão divididas em quatro lotes e o valor investido será mais de três milhões.

Ascom – Que mensagem o senhor gostaria de deixar para as pessoas que vão pegar a estrada para curtir as festas de fim de ano?  

 

A.R – Tomem cuidado. Verifiquem a situação do seu veículo e não deixe para fazer os reparos em cima da hora. Lembrem-se de que a sua segurança e a da sua família está em jogo. Seja um motorista consciente! Tenham um feliz natal e um ano novo cheio de novas perspectivas!

 

Da Ascom/Detran-Ba para o Interior da Bahia

To Top
%d blogueiros gostam disto: