História

Após ser derrubado em missa, papa está bem e fará benção de Natal

O Vaticano informou na manhã desta sexta-feira que o papa Bento 16, de 82 anos, está bem e aparecerá para a tradicional benção de Natal, depois de ter sido derrubado em plena Missa do Galo, na Basílica de são Pedro, por uma mulher descrita como "mentalmente instável".

O porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, identificou a mulher como Susanna Maiolo, 25, uma cidadã suíça-italiana com “problemas psiquiátricos”.

Maiolo pulou a barricada de proteção do corredor da Basílica no começo da tradicional missa de véspera de Natal e correu em direção ao papa. Quando os seguranças a derrubaram, ela agarrou nas roupas do papa e o puxou junto. Bento 16 levantou-se e celebrou a missa normalmente, aparentemente sem ferimentos.

“O papa pronunciará ao meio-dia [9h no horário de Brasília], como estava previsto, a benção Urbi et Orbi, do balcão da Basílica que dá para a praça São Pedro”, disse o padre Ciro Benedettini, outro porta-voz do Vaticano, citado pela agência France Presse.

“Poderão ver que o papa está bem”, continuou, lembrando que a benção é dita em cerca de 60 línguas. “Não foi o fim do mundo”.

No entanto, o cardeal francês Roger Etchegaray, 87, que também sofreu uma queda no incidente ao tentar impedir a mulher de chegar junto ao papa, fraturou o fêmur e terá de ser operado, afirmou Lombardi.

Mais cedo, o Vaticano afirmou que Maiolo já havia tentado atacar o papa há um ano. A tentativa também ocorreu na Missa do Galo, mas em 2008. Ela foi detida pela polícia do Vaticano, e descrita como “instável”.

Com informações da Folha Online

To Top
%d blogueiros gostam disto: