Economia

Correios abrem incrições para 6.565 vagas

Os salários variam de R$ 706,48 a R$ 3.108,37. Cargos são de nível médio e superior.

Os Correios iniciam nesta segunda-feira (28) as incrições do concurso público para 6.565 vagas. O edital foi publicado sem a empresa ter escolhido a organizadora do concurso público. De acordo com os Correios, a banca examinadora será escolhida somente após o término das inscrições, dia 15 de janeiro, para redução de custos.

Assim, as inscrições deverão ser efetuadas pelo site www.correios.com.br ou nas agências dos Correios indicadas nos editais de abertura. As taxas de incrição vão de R$ 30 a R$ 60.

Os salários variam de R$ 706,48 a R$ 3.108,37 (leia aqui os editais). Além disso, os aprovados terão direito a vale-alimentação, vale-transporte, assistência médica e odontológica, possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional e possibilidade de adesão ao Plano de Previdência Complementar (Postalprev). A jornada de trabalho será de 44 horas semanais para todos os servidores.

A maioria das vagas é de nível médio: 6.065. Outras 500 são de nível superior. O maior número de vagas é para carteiro: 5.344. Há ainda 200 vagas para operador de triagem e transbordo, 521 vagas para atendente comercial e 500 para analistas de nível superior.

A empresa diz que, com o número fechado de inscritos, a organizadora não precisa estimar a quantidade de candidatos e não corre o risco de fixar para cima o preço cobrado para realizar a seleção.

Os Correios informaram que essa é a primeira vez que eles realizam um concurso nacional e, por ser um modelo novo, não dá para estimar a quantidade de candidatos.

A organizadora será escolhida por meio de licitação pública, assim que terminarem as inscrições, disseram os Correios.

A forma com que será feita a licitação ainda não foi definida – entre as modalidades possíveis estão o pregão eletrônico (as entidades apresentam as propostas e oferecem lances por meio da internet) ou propostas fechadas, por meio de envelopes.

Salários

Os Correios informaram que a redução dos salários dos cargos de técnico de segurança do trabalho, auxiliar de enfermagem, engenheiros e analista de desenvolvimento de sistemas, analista de suporte de banco de dados e análise de sistemas ocorreu por um erro na publicação dos editais. Os primeiros valores estavam em desacordo com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários da empresa, disseram os Correios.

Informações do G1

To Top
%d blogueiros gostam disto: