História

V. da Conquista- Tradição dos presépios chama atenção mesmo após o natal

Apesar de estarmos praticamente na virada do ano, a tradição natalina dos presépios continua chamando a atenção dos conquistenses.

No campus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) um presépio formado com elementos da cultura regional atraiu não somente as pessoas vinculadas a referida instituição de ensino, mas também curiosos que foram prestigiar a tradição que retrata o nascimento de Jesus. O Presépio do Museu Regional de Vitória da Conquista, não ocorreu neste ano, gerando algumas insatisfações.

Entre os dias 25 e 27 de dezembro, ocorreu na frente da Catedral Metropolitana da Arquidiocese de Vitória da Conquista, a apresentação do teatral do Grupo Raízes intitulada: “ Presépio Vivo”.

A tão conhecida e contada história do nascimento de Jesus foi encenada pelo Grupo Raízes de Teatro e atraiu a atenção do público de tal maneira que, além de ser apresentada no horário previsto na programação, às 18h30min, a peça foi reapresentada às 21 horas na escadaria da Catedral Nossa Senhora das Vitórias. 

A tradição da apresentação do presépio vivo acontece na cidade Conquista há 38 anos. A princípio, com o trabalho de Ramaldes Rocha. Há 15 anos, é o grupo Raízes que dá continuidade à tradicional apresentação. Desde o primeiro ano do Natal da Cidade, a peça faz parte da programação. Em 2009, o natal da Cidade (que ocorreu entre os dias 17 e 27 de dezembro) assim como em anos anteriores, atraiu milhares de pessoas todos os dias. A ornamentação natalina foi alvo de crítica devido a repetição.

No memorial Régis Pacheco, que fica localizado na Praça Tancredo Neves, vários tipos de presépios chamaram a atenção de milhares de pessoas. O Concurso de Presépios promovido pelo poder público municipal elevou a qualidade dos presépios. De acordo com dados da Prefeitura mais de 10 mil pessoas já visitaram o memorial neste período natalino.

Por Ramon Gusmão – Correspondente na Região Sudoeste

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: