Meio Ambiente

Obra do anel ferroviário de Cachoeira está paralisada há 2 anos

As obras do contorno ferroviário de São Félix e Cachoeira, iniciadas em 14 de julho de 2006, estão paralisadas desde agosto de 2007.

A assessoria de comunicação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) alegou que o motivo da paralisação é que o projeto precisou ser revisto devido às mudanças solicitadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), entre elas a redução do número de pilares de 18 para 11. O Tribunal de Contas da União (TCU) também determinou o embargo por suspeita de irregularidades.

“As obras, tanto em Cachoeira quanto em São Félix, foram iniciadas sem o licenciamento do patrimônio dado pelo Iphan. O conjunto arquitetônico e paisagístico de Cachoeira é tombado, temos que dar o aval, ainda mais numa obra que envolve a construção de pilares, pontes e cortes nas encostas, o que causaria grande impacto visual”, justificou Bruno Tavares, coordenador técnico do Iphan.

Sem o licenciamento, o órgão embargou as obras. A previsão do Dnit é que elas sejam retomadas em 2010. Orçada inicialmente em R$ 115 milhões, a obra é considerada estratégica para o escoamento da produção do nordeste para o sudeste e deveria ser concluída até 2008.

A assessoria de comunicação do Dnit informou que o valor atual da obra será  determinado após a conclusão do novo projeto, que adequa às exigências do Iphan. Porém a expectativa é que o valor seja majorado em 100%. A assessoria esclareceu ainda que até o momento da paralisação dos trabalhos, em 2007, haviam sido executados aproximadamente R$ 8 milhões, equivalente a 7% do valor orçado à época, aplicados em  2 km de terraplenagem e serviços de drenagem.

Leia mais no A Tarde

To Top
%d blogueiros gostam disto: